Eu amo vocês em português

Eu amo você tradução no dicionário português - italiano em Glosbe, dicionário on-line, de graça. Procurar milions palavras e frases em todos os idiomas. Dicionário de tradução Português-Inglês para traduzir eu amo vocês muitas palavras mais. Você pode completar a tradução de eu amo vocês proposta pelo dicionário Collins Português-Inglês consultando outros dicionários especializados: Wikipedia, Lexilogos, Oxford, Cambridge, Chambers Harrap, Wordreference, Collins, Merriam-Webster ... Português: Eu amo muito vocês, me sinto fazendo parte de uma segunda fa - Inglês: I love you so much, I feel part of a second family. Thank yo Para Meu Povo (original) Irmãos Negros¹ e irmãs Negras², eu³ quero que vocês saibam que eu amo vocês e eu espero que em algum lugar nos seus corações vocês tenham amor por mim. Meu nome é Assata Shakur (nome de escrava joanne chesimard4), e eu sou uma revolucionária. Uma revolucionária Negra. Isso significa que eu… EU AMO VOCÊS Brazil: Recebi um WhatsApp da minha miga @rafakalimann_ falando pra eu voltar pra esse site. ... Viajamos ao redor do mundo em lugares, e o país que eu queria ver, a cidade que queria mais BRASIL SÃO PAULOOOOOO! Na verdade, eu preparei minhas falas em português, mas esqueci tudo, menos uma amo vocês 🥑 @BTS_twt #BTS ... Para tratarmos deste assunto, eu gravei um vídeo explicando este conteúdo para vocês, além do vídeo que eu gravei estou deixando mais um de complemento. Peço que tenham em mãos o livro de português para assistirem os vídeos! 9 “Eu os amei como o Pai me amou. Permaneçam no meu amor. 10 Quando vocês obedecem a meus mandamentos, permanecem no meu amor, assim como eu obedeço aos mandamentos de meu Pai e permaneço no amor dele. 11 Eu lhes disse estas coisas para que fiquem repletos da minha alegria. Sim, sua alegria transbordará! 12 Este é meu mandamento: Amem uns aos outros como eu amo vocês. Muitos exemplos de traduções com 'eu amo você' – Dicionário português-alemão e busca em milhões de traduções. O Quarto em Português Vocabulário de Banheiro Vocabulário de cozinha. Respostas. Eu amo a minha sala de estar. Ela é tão bonita e moderna. Nela tem um grande sofá marrom muito confortável onde muitas pessoas podem se sentar. Eu deixei algumas almofadas coloridas em cima para decorar. De frente para ele tem uma televisão de 50” onde eu ... Traduções em contexto de 'eu amo vocês' en português-inglês da Reverso Context : Mas eu amo vocês, então acho que aceitarei.

Minha namorada quer fazer anal e eu quero dicas para dar uma experiência boa para ela.

2020.08.03 19:20 BrnNick Minha namorada quer fazer anal e eu quero dicas para dar uma experiência boa para ela.

Minha namorada tem vaginismo (nada diagnosticado, a vagina dela só se contrai tanto que é impossível de se penetrar e se a gente consegue ela sente uma dor insuportável) e penetração vaginal no momento é impossível para nós, eu não ligo muito pra isso porque sempre preferi dar uma boa massagem e chupada do que colocar meu pau nas coisas dos outros mas a impossibilidade do ato faz com que ela se sinta mal, insuficiente e frustrada, então estive tentando ajudar ela a se sentir melhor com seu corpo nos últimos meses.
Após alguns testes ela começou a gostar de ideia de fazer sexo anal, começamos a integrar o ânus dela nos nossos roleplays (alguém sabe um termo em português pra isso que não pareça deliberadamente infantil?) e troca de nudes e ela começou a criar o hábito de penetrar o cu com os dedos enquanto se masturba. Agora está muito ansiosa para tentar fazer anal comigo quando eu for visitá-la (moramos poucas centenas de quilômetros um do outro) e por saber que ter ou não uma experiência boa com isso provavelmente vai afetar muito na autoestima dela e por só ter feito anal duas vezes na minha fase "de mundão" eu estou aqui pedindo dicas para fazer o melhor possível para dar uma experiência boa para minha donzela.
Quais posições são recomendadas para penetrar o cu e estimular o clitóris ao mesmo tempo sem nenhuma manobra radical? Tem alguma forma de limpar o ânus mais simples e que requer menos tempo de preparo do que a chuca (não temos frescura com limpeza completa, só queremos tirar o excesso para não ser desconfortável)? Fêmeas que tem experiência com isso, vocês acham mais agradável fazer com ou sem camisinha (DSTs apart)? Sei que lubrificantes à base de água são melhores que os outros, mas existe alguma marca que devo evitar ou priorizar? Alguma técnica para lubrificar o máximo possível? Alguma dica que podem dar para deixar a experiência mais agradável para ela?
Sabendo que com certeza vai ter alguém se comendo pra comentar que o melhor à fazer é evitar o metodismo e só deixar acontecer, peço para que não percam tempo comentando esse tipo de coisa, não estou nervoso, sei q quando se trata de sexo não existe fórmula mágica e como satisfazer minha mina é ela que vai me dizer, só fiz esse post porque informação nunca é demais, ainda mais quando a informação pode me deixar mais perto de fazer a pessoa que eu amo se sentir bem.
submitted by BrnNick to sexualidade [link] [comments]


2020.08.01 17:52 Natalia_Richarde2020 O DIA QUE FUI AMEAÇADA DE MORTE PELA EX

oi luba, turma, gatas maravilhosas, papeis assassinados, editores e possível convidado (que quase nunca tem), hoje vou contar minha triste historia de como fui corna e traída por amigos. bom luba essa é a minha primeira vez participando e espero muito que goste da historia.
ps: estou repostando, pq a anterior tinha alguns detalhes faltando e alguns erros de português ( me perdoe se ainda conter alguns), mas sem delongas vamos a historia.
Eu tinha uma amiga e a gente era bem próximas no período do ginásio e aí quando fomos para o 1° ano do colégio (2015) foi quando eu conheci um menino e a gente sempre foi próximos e por mais que ele trocava de turno na escola (por conta de trabalho),mas isso não interferia nossa amizade e nessa época ele começou a namorar essa amiga minha e cara eu shippava eles pra caralho e sempre apoiava e tudo mais, mas quando foi no 3°ano do colégio (2017) eu e esse meu "amigo" ("amigo" pq eu considerava ele mais um irmão) a gente caiu na mesma sala e aí ele sempre me pedia conselhos sobre o namoro pq segundo o que ele me contava, ela era muito infantil no namoro e tinha ciúmes demais e ainda tinha ciúmes de mim e tipo sempre dei conselhos para ele conversar com ela e assim se resolverem e essa amiga minha em vez de chegar em mim e perguntar as coisas para mim, ela simplesmente mandava outras pessoas perguntar sobre minha relação com o namorado dela e bom sempre fui sincera e sempre falei que considerava ele como meu irmão e que eu e ele não tínhamos nada. Mas ela sempre vinha com as criancices e tudo mais e depois dele passar o ano todo nesse chove não molha ele pediu mais conselhos para mim sobre e eu já tinha dado vários conselhos e o namoro deles não melhorava e o mais sensato quando isso acontece é o término (principalmente quando o diálogo não funciona mais) e aí eu falei para ele que se não tinha jeito que ele terminasse com ela, pq eu não queria o meu irmão sofrendo e assim ele fez e nisso começou o inferno, pois, ele começou a ficar com uma outra amiga nossa e ela começou a xingar eu e essa menina para o colégio todo e sempre quando alguém ia tirar satisfação, bom se fingia de que não tava fazendo nada e que os outros queria envenenar ela para nó,s blz os dias foram passando e aí eu e ele começou a ficar mais próximos, pois a gente cantava no mesmo ministério e aí a gente acabou começando a ficar serio e após 1 mês e começamos a namorar e aí a ex dele veio de mimimi para o meu lado sobre ele e dizia que ele amava ela ainda e aí eu contei que a gente tava namorando e tudo mais e que ele já tinha esquecido ela e que era pra ela seguir a vida dela(maldita hora que fui falar isso) essa menina começou a nos perseguir e nesse meio tempo conheci uma menina (meu namorado que apresentou ela)e ela se tornou uma irmã e ela sempre me ajudava em tudo ( guarde essa "melhor amiga/irmã", pois ela é importante), bom essa ex dele começou a nós perseguir e me atormentar e vindo conversar comigo no whatsapp (na maioria das conversas era nós duas brigando) e vinha postando indiretas para mim (e eu como uma boa pessoa retribuía as indiretas, com outras indiretas) e nessa época eu trabalhava e meu namorado sempre ia lá e passava um tempinho lá para me ver, mas teve um dia que ela viu ele lá e foi lá e sentou do lado dele e começou a me provocar tirando fotos dele e postando com legendas fofas e logo depois ela foi na mulher que cuidava do caixa e era amiga dela (essa mulher era bem próxima minha, era quase uma mãe no trabalho, foi ela que me ensinou tudo e me ajudou com tudo sempre, ou seja ela sabia da historia e ela iria me defender e me contar) e essa garota começou a falar que eu tava atrapalhando o namoro dela com ele e falando outras coisas além disso e tentando me envenenar para ela e meio que querendo que eu perdesse meu emprego, mas essa mulher já sabia da verdade e apenas acalmou ela e falou que se ela namorasse ela o pq de quando ele caiu de moto eu que estava lá do lado dele no hospital e não ela e quem cuidou dele foi eu e não ela e outras coisas e nisso ela saiu e a mulher veio conversar comigo e falar o que ela tinha falado e nisso eu comecei a chorar e tudo mais, pois meu psicológico tava totalmente abalado e estava totalmente frustada com tudo ( e também tinha medo dessa menina fazer eu perder meu emprego, pois era meu refugio aquele trabalho e por mais que era difícil lidar com as pessoas, aquele trabalho me fazia esquecer dos problemas em casa e no pessoal) e aí passou um tempo e ela ainda estava atormentando e um certo dia ela veio falar para ele que tava grávida dele (pois eles tinha feito fuc fuc 1 mês antes da gente começar a namorar ou seja, quando a gente estava ficando serio) e aí ele veio até mim e me contou tudo e eu perdoei ele e aceitei ele mesmo tendo um filho com ela e que estaria aqui para ajudar ambos no que precisar e umas horas mais tarde ela apareceu e começou a forçar ele a terminar comigo e ele falava que não ia terminar e ela ficava insistindo e aí eu perdi a cabeça e comecei a discutir com ela no meio da praça e todos olhando (puta vergonha que passei), mas aí como eu vi que ele não estava bem parei de discutir e ele foi conversar com ela e até que conseguiu fazer ela ir em bora e ai ele decidiu não assumir a criança, porém ajudar financeiramente ela e ela não aceitava essa ajuda nossa e fazia altos dramas ( de como ia ser o filho dela sem pai presente e tudo mais) e até que um dia a gente fez ela fazer exame para a gente realmente saber se era verdade a gravidez (como ela tinha uma certa fama de destruir relacionamentos dos outros, a gente foi ter certeza se procedia a história) e aí no dia que eles marcou os exames, meu namorado ia com ela neh, porem ela não esperou ele e tirou sangue sem ele e isso aí já fez a gente suspeitar da procedência do exame (pq o laboratório não era tao confiável), mas aí passou uns dias os resultados chegaram e dizia que ela tava realmente grávida e ainda sim existia a dúvida de ser dele e ela ainda continuava infernizando a gente e aí sempre que eu pedia conselhos para aquela "amiga" minha, ela sempre falava para mim terminar com ele e nunca me apoiava e tudo mais e isso me fez ter um pulga atrás da orelha sobre fidelidade dela (mesmo ela falando que ele não fazia o tipo dela, pq ela pode estar mentindo e a fama dela não era tão boa assim, tanto que tinha vindo pessoas me alertar sobre ela) e comecei a ficar esperta, pq meu namorado sempre que a gente ia sair ele gostava de passar na casa dela e tudo mais (e também comecei a ficar alerta, quando meu cachorro avançou nela, sendo que ele é amoroso e tem teorias de que cachorro tem o sentido de descobrir que não tem boas intenções e isso já me deixou encafifada e também teve um dia que a gente foi na casa dela e eu meio que me senti excluída ) e aí um dia a gente marcou de ir eu, meu namorado e a ex dele para a gente sentar e conversar sobre e bom esse dia chegou e após muita discussão ele me escolheu e ela não queria aceitar e começou a fazer chantagem e ainda mandando indiretas para mim por celular e a gente discutia sempre no whatsapp e aí teve um dia que ele foi por um ponto final e aí ela me ameaçou de morte e tudo mais (pse ele gravou um áudio sem ela perceber e ela me ameaçava e falava que se ela não podia ficar com ele, que eu não ia ficar e que ela poderia ir pro inferno por me matar, mas ela não se importava) e quando descobri isso fique desesperada e com medo e com raiva por ele nunca por um ponto final e tudo mais e isso tava me fazendo perder muito cabelo e eu ter crises de ansiedade, pois estava aguentando essa barra toda sozinha, pois não tinha apoio de ninguém (minha mãe sabia do namoro, porém nunca fui de dividir os problemas com ela e ela amava meu namorado) e aí um dia a ex dele teve um aborto espontâneo e aí ela parou de nós infernizar (esqueci de falar que ela sempre falava que ele só está a comigo para fazer ciúmes nela e tudo mais kkkk sendo que ele odiava ela) e aí a gente começou a ter paz, porém ele começou a ficar mais distante (ele falava que eu era a que tava distante, sendo que eu sempre fazia textinho e ele sempre falava as mesmas coisa que ''ele estava surpreso e não sabia o que dizer'' e demais desculpas esfarrapadas e até gastei 150 reais em uma aliança nova, pois eu tinha perdido a outra numa viagem e cara sempre fazia surpresas eu dava 100% de mim e ele nem 50% dele e isso me deixava muito triste e insegura comigo mesma) e um dia ele foi trabalhar em uma festa e aí ele me traiu com uma outra amiga nossa e ele falou que não foi culpa dele e que a menina que tinha beijado ele e tudo mais (e eu a trouxa perdoei)(esse rolo todo foi em 2018) e aí o ano passou e faltando 2 semanas para acabar fevereiro de 2019 ele me pediu um tempo e nesse período aquela minha "amiga" começou a postar fotos com ele com legendas fofas e tudo mais e era todos os dias praticamente e aí eu me afastei dela e aí nesse período saiu o resultado do meu vestibular e eu consegui passar aonde eu queria e aí eu e meu namorado marcou de conversar e resolver o nosso namoro (pq eu tava quase indo para outra cidade por causa da faculdade) e a gente foi no dia que a gente completava 1 ano de namoro e aí ele chegou deu feliz 1 ano e aí começou a falar que me amava,mas que ele tinha medo de eu ir para outra cidade e trair ele ou conhecer alguém melhor que ele e tudo mais (sendo que qualquer babaca seria muito melhor que ele e serio eu trair ele? esses medo era pq ele era o infiel da relação)e aí ele falou que se eu queria terminar com ele e aí eu falei que seria melhor a gente terminar, pq se pra ele nosso relacionamento a distancia não ia funcionar, então para que continuar e aí ele veio me abraçou e começou a chorar, porém percebi que aquele choro não era muito verdadeiro e aí eu chorei vindo para casa, mas era um choro dele alívio e um pouco triste por ter que contar para minha mãe que a gente tinha terminado, pois como a gente terminou eu estava tranquila que eu não iria sofrer mais e assim iria para outra cidade e não precisarei conviver com aquelas pessoas e aí alguns meses após o término meu ex veio conversar e pedir desculpas por tudo que ele tinha feito e pedir uma segunda chance, pois ele tinha se arrependido de tudo (pq ele tinha namorado e essa menina tratou ele tão mal, quanto ele me tratou e aí ele se deu conta das merdas que ele fez com quem realmente amava ele e que sempre cuidou e quis seu bem), porém após esse término eu comecei a ter mais alto estima e perceber que eu merecia alguém muito melhor e que ele e aí eu naturalmente dei um fora (ele começou a falar coisas do tipo ''você fazia cursinho fora e você acha que eu não iria desconfiar de algo'', insinuando que eu tinha traído ele e eu me estressei e comecei falar e por pra fora tudo e ai ele viu o quão errado ele estava) e uns dias depois um amigo meu veio me contar que esse ex meu tinha ficado com essa "amiga" minha um pouco depois que a gente terminou e eu fui e perguntei para ele e ele me confirmou e aí eu cortei minha amizade com aquela "amiga" e aí ele queria continuar a amizade comigo e eu aceitei, porém sempre fui fria e aí ele veio reclamar que eu não era a mesma e que eu estava fria com ele e aí eu falei que depois de tudo ele queria ainda que eu fosse igual com ele e fingisse que tava tudo ok e aí ele parou de falar comigo, por atualmente eu já os perdoei e queira que ele sejam feliz, contei para minha mãe os reais motivos de eu ter terminado com ele uma semana depois de ter me mudado para outra cidade, pq eu não tinha coragem de contar cara a cara e aí lubinha atualmente eu encontrei alguém que realmente me ama e me valoriza do jeito que sou e sempre me anima e sempre está disposto a tudo por mim, tanto que foi ele que me apoio a vir contar para você essa historia (eu e ele te assiste e então sempre que a gente joga a gente usa algumas frases suas), bom lubinha tenho algumas prints das conversas e queria muito poder deixar aqui para você ver, mas não sei como faz para colocar kkkk, a já ia esquecendo de contar que essa ex namorada dele sempre tentava fazer meu amigos se virarem contra mim, porem não conseguiu e então é isso lubinha essa é minha historia de quando fui traída em um relacionamento e em amizades . bjs lubinha e obrigada por todas as noites de diversão que você me proporciona (principalmente com o quadro nice mendigos e sempre coloco eles quando estou com crise de ansiedade ou insonia, pois me ajuda a acalmar e dormir) e caso queira julgar quem foi o babaca da historia pode ficar a vontade (apesar de eu achar que todos foram kkkkk). é isso lubinha,bjs e desejo todo o sucesso do mundo para você, seus editores e turminha. então é isso bjs lubinha, amo você.
submitted by Natalia_Richarde2020 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 04:08 pandxxgcf Fui corna várias vezes

Olá luba,turma que estar a ver,editores que eu amo,gatinhas do luba,papelões,possível convidado,oi pra todos (ja vou logo pedindo desculpas por algum erro de português)..essa é minha primeira vez aqui na turma feira,bom sem enrolações vamos lá :) Essa minha história começou em 2019 la no início do ano,conheci uma pessoa vamos chama lá de egirl,conheci a egirl na escola,nos viramos muito amigas e afins,ate q eu comecei a sentir algo a mais por ela,ate que decide me declarar pra ela,no começo só ficamos,ate que ela me pediu em namoro eu fiquei super feliz e óbvio que eu aceitei,acho que com alguns meses de namoro ela começou a ficar estranha comigo,tentei ignorar isso,até que certo dia ela me disse que iria assistir um filme com uma "amiga" (vamos chama ela de Dora) ela e a dora foram assistir o filme,eu me lembro que era ate vingadores kkhj,ela postou várias coisas fofinha nos status do whatsapp falando sobre essa Dora,eu mandei mensagem pra egirl mas ela simplesmente me ignorou,isso ficou por semana!ate na escola ela fazia isso,depois disso ela chegou comigo e conversou disse que estava namorando a Dora desde uma semana do nosso relacionamento,eu fiquei super triste chorei litros,eu estava tão apaixonada por ela que acabei indo pro hospital,depois desse acontecido a egirl e a dora resolveram assumir o relacionamento,eu acabei "superando" o que eu sentia pela egirl,elas duas namoraram durante meses,ate que um dia ela simplesmente falou pra mim que ainda me amava e queria que eu voltasse pra ela,eu burra voltei,nos só ficamos namorando durante algumas semanas,depois disso descobri que ela estava me traindo com essa mesma garota a dora,fiquei puta e muito triste,eu fiquei sem falar com ela durante meses,depois disso ela e a dora terminaram o relacionamento,certo dia essa tal de egirl mandou mensagem toda amorzinho pra mim,trocam os mensagem e voltamos a nos falar,no começo desse ano ela disse que ainda tinha sentimentos por mim,e eu de novo voltei com ela,e depois de mais meses descobri que ela estava me traindo com um guri,fiquei de novo mais uma vez sem falar com ela,e voltamos a nos falar,ela tentou voltar comigo varias vezes só que eu disse pra ela que eu não sentia mais nada por ela,ela havia me machucado muito e eu realmente gostava dela,ela simplesmente ficou muito puta comigo e virou uma nice girl disse coisas horríveis pra mim,depois de alguns dias falei para meus amigos que estava em um relacionamento serio,a egirl ficou puta comigo,nao falou comigo durante dias mais eu tbm nem liguei,ela me mandou mensagem dizendo DE NOVO que gostava de mim >>mesmo estando em um relacionamento com aquele guri<< eu disse que não,e ela meio que aceitou de boas,e hoje nos somos amigas. Foi isso luba espera que você tenha entendido esse bagunça toda kkjjkk,te amo <3
submitted by pandxxgcf to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.20 23:37 MayCorrea Quis me expulsar de casa, me proibiu de namorar uma pessoa que eu amava, tentou me obrigar a mudar meu depoimento na polícia e agora diz que caso eu não aceite a nova "esposa" que pretende arrumar, não amo ele, e que eu tenho que inclusive estar no casamento e "gostar" da pessoa

Oi, estou escrevendo isso tudo em português pois sou do Brasil, e como o texto é grande, daria muito trabalho escrever e corrigir em outra língua... Acho que é uma fusão de "pais intitulados" com "eu sou o babaca?" o que vou escrever, com um acréscimo de chantagem emocional e toxicidade... Me desculpem pelo texto gigante, mas eu realmente preciso desabafar, e como não tenho como ir na terapia até semana que vem, acho que preciso colocar tudo isso pra fora de alguma forma senão vou ficar maluca...
Eu tenho 18 anos atualmente, e como contei em um post no TurmaFeira que teve pouco alcance, no inicio do ano passado acabei tendo de mudar de escola por conta de uma amante do meu pai que por algum motivo maluco resolveu dar aula na escola perto da minha casa na mesma semana em que eu me matriculei (suspeitosamente específico ser logo lá, não?) , tive uma crise de ansiedade (coisa que meu pai nunca ligou, e ainda me culpa toda vez que acontece)... Pouco depois disso, eu comecei a namorar (estamos noivos atualmente, mesmo com tudo que aconteceu) e desde o inicio meu pai tentava apressar o relacionamento, tentando me fazer levar ele na nossa casa com poucas semanas que tínhamos nos conhecido e etc... Tanto eu quanto meu namorado curtíamos sado, porém um dia acabou saindo um pouco fora do calculado e eu terminei com uma veia estourada no olho... Mesmo eu explicando a situação, em momento nenhum meus pais quiseram me ouvir, e me obrigaram a abrir um boletim de ocorrência contra esse namorado (vou chamar de carls pra facilitar), e quando viram que tudo que falei não era contra ele, tentaram me fazer mudar esse depoimento e ameaçaram inclusive me declarar incapaz para que eles mesmos mudassem esse depoimento...
(Quero deixar claro antes de tudo, que eu não iria defender ele nunca se ele fosse um namorado abusivo, vivi relações abusivas já e saí delas justamente por serem abusivas. O ponto é que além disso tudo, eu e ele sabemos que o que aconteceu foi erro dos dois, imaturidade e inexperiência... Ele sempre me respeitou e me tratou super bem, mas ninguém da minha família quis me ouvir...)
Quando, a uns 3 meses, contei que estava com ele, e que realmente queria esse relacionamento, e pedi pra que eles aceitassem pelo menos uma conversa, não quiseram me ouvir, ameaçaram de me expulsar de casa só com a roupa do corpo, e quando e disse que iria, disseram que como eu ainda não era maior, teria que acatar o que eles quisessem, então eu não poderia ir e que ele iria mandar matar o carls... Mesmo depois de os ânimos acalmarem, quando souberam que ele tinha vindo me ver no bairro, e que umas amigas me ajudaram a encontrar com ele, e meu pai mais uma vez me bateu e foi atrás dele, mas acabou desencontrando e se resumindo em ele e a minha sogra trocando farpas. Sempre disseram que era pro meu bem... Porém acho que pelo menos alguém concorda que fazer esse tipo de joguinho emocional a base de ameaças com a filha depressiva e com transtorno de ansiedade é qualquer coisa menos saudável... Até hoje quando tento conversar sobre minha mãe fala que ela pode "levar essa culpa pro caixão", mas que nunca vai pisar na minha casa quando eu me casar com o carls, e meu pai até então dizia o mesmo, que não iriam me ver e nem dar o mínimo apoio financeiro, porque sou mal agradecia e etc... Que eu ainda seria bem vinda aqui e os possíveis filhos também, mas que ele nunca... Ok, eles estão no direito deles, certo? Guarde isso pra daqui a pouco.
Bom, semanas atrás eu comecei a desconfiar que meu pai estava traindo a minha mãe mais uma vez, e acabei olhando o celular dele (sei que vão me xingar mas escutem antes por favor) onde eu vi várias coisas, incluindo com mulheres casadas e até uma prima que ele jurou não ter nada, registros de motel e etc... E o ponto é que ele nunca me deixou falar quando se sentiu ameaçado, e desde então decidi tratar com ele por escrito ou com provas sempre que a situação é mais complexa... Então imprimi tudo e coloquei em um envelope dentro da bolsa dele (ele trabalha em outra cidade e vem nos fins de semana... bom, agora só a cada 15 dias...) com mais algumas coisas que escrevi pedindo ele que me ouvisse e inclusive aceitasse se tratar porque isso não é normal, ele mesmo já disse que é doença.
No dia seguinte, ele leu e ligou me ameaçando, dizendo que eu não mereço o amor dele, o respeito dele e nem nada, que eu sou a pior pessoa do universo e me ameaçou mais quando eu disse que iria enviar aquelas fotos pras pessoas em questão por conta da raiva e da decepção... Ele já tem duas filhas fora do casamento e sempre falou que tinha orgulho de mim, mas pra justificar o motivo de não se divorciar pras outras mulheres, falava que eu sou demente e maluca, que faço tratamentos pesados e etc... E eu aproveitei esse dia pra colocar pra fora tudo que eu precisava colocar, ele só ia voltar 10 dias depois, pro meu aniversário, então ele não teria como me bater e nem falar nada comigo até lá.
Nesse meio tempo a minha avó, mãe dele, foi internada com Covid em estado muito grave, e está intubada na UTI até hoje... Por conta disso, essa briga toda foi deixada de lado por uns dias. Ele chegou na quarta, e meu aniversário de 18 anos seria na sexta.
No dia do meu aniversário, meu pai tentou puxar o assunto mas eu pedi que pelo menos esse problema ficasse pro outro dia. No sábado de manhã, disse que sairia de casa e entre diversas outras coisas, que ainda gostava da professora que citei no post anterior e no inicio desse, e que estava sim conversando com ela. Minha mãe não quer aceitar a separação, e me pediu ajuda para convencer ele a mudar e continuar em casa, e eu juro, eu fiz de tudo, mas sempre que não falo com ele o que ela quer e como ela quer, ela fica com raiva, grita comigo, me xinga e fala que eu estou contra ela... E ele, quando eu falo, diz que não amo ele o suficiente, que eu sou parcial e só defendo a minha mãe, e que ele sempre foi o melhor pai do mundo mas eu nunca dei carinho e atenção, quando na verdade, ele nem sai do telefone ou tv quando vou falar com ele, e geralmente responde com "hmm" ou "ah".
Dois dias atrás ele me ligou pelo número da minha mãe (eles me proibiram de ter whatsapp, celular e de ter acesso a qualquer outra rede social, mal sabem que posto aqui no reddit), e junto com uma enxurrada de chantagem emocional, ele disse que se eu me casar com o carls ele vai dar um esporro, mas que vai amar ele como um filho se ver que ele está sendo bom pra mim (coisa que ele até poucos dias jurava ser impossível) e que se eu não aceitasse a nova esposa dele, isso provaria que meu amor é condicional mesmo que a esposa em questão fosse uma amante (a professora ou uma maluca que ja citei, que me ameaçou de morte e ele não fez absolutamente nada, ela saiu de são paulo e veio para minas atrás de mim quando eu tinha 14 anos)...
Hoje eu liguei pra ele contando que acho que consigo entrar pra medicina com bolsa pelo prouni... e ele começou a me xingar sem necessidade... Quando reclamei, ele puxou esse assunto, e insistiu que se eu não aceitasse eu não mereço o amor dele, entre outras coisas... E enquanto isso minha mãe estava do lado, digitando tudo que ela queria que eu dissesse, como queria, e até a hora que queria... Senti uma fincada na barriga na hora, não sei o porque, e as vistas chegaram a escurecer... e mesmo assim os dois continuaram buzinando na minha orelha e chegou num momento que até levei um tapa por não ter falado o que a minha mãe queria, e pedido pra esperar um pouco.
Em resumo, a briga dele foi para me convencer que tenho que aceitar, e inclusive estar no casamento dele e conviver com a pessoa mesmo que seja a professora em questão... E que se eu não fizer isso meu amor é condicional, mas que quanto ao casamento com o carls, eles estão completamente no direito de escolher se querem ou não conviver com ele, e que isso não é um tipo de amor condicional...
Eu realmente não sei o que fazer quanto a isso... mas atualizo vocês, caso tenham interesse, com os próximos capítulos dessa novela mexicana com enredo ruim que tenho vivido.
Obrigada por ter lido esse "testamento", e sintam-se livres para julgar a história nos comentários...
submitted by MayCorrea to EntiltedParents [link] [comments]


2020.07.03 22:42 fazumquibi QUANDO FUI ASSEDIADA PELO NAMORADO DA MINHA AMIGA NO ÔNIBUS A CAMINHO DA FACULDADE

Olá Luba, espero que esteja tudo bem contigo, olá editores espero que estejam bem, olá gatas, resto de papelões, microfone, porta e computador, começo perdido perdão pelos erros de português. Em 2019 eu com meus 17 anos estava iniciando minha jornada na faculdade, escolhi fisioterapia, eu queria que minha amiga fosse no ônibus comigo e me levasse até minha sala, sim sou insegura a esse nível, acabou que o namorado dela pegaria o mesmo ônibus que o meu, semanas se passaram e ele ia sentado ao meu lado, sem conversar, cada um ouvindo música em seu fone, até que um dia ele me perguntou se eu via animes e eu falei sobre attack on titan e outros animes que já vi, ele começou a conversar comigo sobre animes, jogos de computador, sobre os vídeos do Luba e outros youtubers, eu via os vídeos do Luba no ônibus, um dia ele me pediu se poderia ver comigo, eu me odeie por não dizer não, mas eu não consigo dizer não para as pessoas, ele passou a me comprar doces (ele trabalha em uma loja de doces), eu tentava negar mas ele dizia que eu iria sentir fome durante as aulas e colocava o doce na minha mão, o mesmo contava tudo da vida dele e da namorada, que iriam se casar e essas coisas, uns meses depois, estávamos ele e eu indo para a faculdade como sempre, mas eu estava ouvindo música e ele sem fazer nada, mas ele simplesmente passou a perna por cima da minha, eu me senti horrível com isso, mas ele ainda teve a audácia de passar a mão na minha coxa, eu quis chorar nessa hora, ele chegou perto do meu ouvido e disse " esse é nosso segredinho tá?", bom depois disso fui para a sala e digitei no celular o que aconteceu para a minha amiga, quando ela chegou mostrei pra ela e comecei a chorar, logo depois liguei para minha mãe e meu pai foi na faculdade me buscar depois da aula, o assediador me ligou perguntando se eu não ia no ônibus e eu só desliguei na cara dele, em casa eu chorei demais, não consegui dormir, fiquei acordada a madrugada inteira, peguei meu celular e fui no chat com a Bars ( a namorada do babaca lá), disse tudo o que tinha para falar, ela me perguntou várias coisas e depois não me respondeu mais, um tempo depois me mandou uma mensagem de que não queria me encontrar na faculdade pois quando ela estava brava ela vira outra pessoa, minha mãe entendeu essa mensagem como uma ameaça e perguntou se eu não queria ficar em casa, mas eu fui pois tinha matéria importante, nesse dia na facul eu esperei minha amiga no portão e graças a Deus não encontrei com a maluca possuída, eu esqueci desse assunto e tentei não me culpar, eu nunca quis que isso acontecesse, somente tinha feito um amigo no ônibus, mas ele queria algo a mais aquele nojento, nesse ano em fevereiro eu comecei a fazer aula de Zumba e a Bars também, ela começou a falar comigo e eu tentei esquecer que ela me ameaçou, mas ela não parecia ter engolido aquele assunto já que queria que eu fosse até sua casa conversar com seus pais porque segundo ela, os seus pais não gostam de mim pelo que "eu" fiz, eu só disse que não tinha nada para falar sobre aquilo e ela parou de falar comigo, a mais ou menos dois meses atrás uma amiga dela que é minha amiga também me disse que eles terminaram o namoro, segundo uma prima do namorado assediador, ele era muito safado para o lado das meninas e tinha fama de pegador, não se como pq ele era bem feio, para ser galã e pegador no mínimo precisa ser o Luba, enfim essa foi minha história, não me sinto mais mal por isso, mas gostaria da sua opinião sobre Lubisco, te amo, amo os editores, que Deus abençoe as suas gatas e todos vocês <3
submitted by fazumquibi to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.28 12:39 NayhAlmeida Sou babaca por não contar para minha família que estou a um ano morando fora do Brasil?

Olá galera, criei essa conta só para contar essa história. Desculpe os erros de português,estou muito nervosa e me sinto muito estranha contando isso.
Me chamo Nay, mas vou preservar minha família dessa exposição então não usarei os nomes deles. Nasci de uma gravidez indesejada, não convivo com meu pai e minha mãe me deixou com minha avó para viver com meu padrasto, pois na época ele exigiu que eu não existisse entre os dois, então eu morava com minha avó, meu avô, meu bisavô João e meu tio. Minha família é muito conservadora, é de interior de Minas e é muito fervorosa religiosamente, com isso eles sentiram muita raiva da minha mãe com isso tudo, na época meu tio tinha 15 anos e era o prodígio da família, pois iria ser padre, e meus avós faziam de tudo por ele até eu nascer e tomar toda essa atenção e cuidados, meu tio ficou muito irritado alguns primos falam que ele falava que eu estava dormindo quando pequena só para que as amigas da minha avó não fosse me visitar, o tempo passa eu já com 12 anos e meu tio foi "rejeitado" na escola dominical com decidiu fazer faculdade, mas meu bisavô decidiu em vez de ajudar ele nos custos e essas coisas, que teria prometido antes, ele me colocou em um Colégio particular bom da minha cidade, pagar cursos de pintura (que amo) e essas coisas, meu tio ficou com muita raiva de mim e quando todos não viam ele me batia e fazia com que tudo de errado da casa caísse sobre mim, exemplo quem quebrou isso? Deve ter sido a Nay, minha avó não gostava das minhas atitudes já que eu não ia a igreja com ela, detestava rezar o terço e isso piorava com o que meu tio fazia, meu bisavô morreu quando tinha 12 anos e então esse ano foi péssimo entrei em depressão, todos me acusavam de não dar valor o que meu bisavô fazia, por conta de não ir com ele na igreja, enfim repeti na escola por faltar, pois nem a aula queria ir emagreci, tentei coisas contra minha vida, mas minha avó achava isso frescura de adolescente querendo aparecer. Daí pra frente minha vida foi um inferno, comecei a trabalhar em um emprego de meio expediente depois das aulas, minha avó começou a exigir que eu pagasse contas da casa para ajudar, mas com tempo ela começou a exigir que eu pagasse a estadia, que se eu morasse ou estivesse em hotéis eu estaria pagando mais. Então eu pagava tudo com contas equivalentes que minha avo fazia, tipo conta 300 dividia por moradores e eu pagava minha parte.
Nota: ate meus 15 anos.
A mãe de uma amiga minha ficou mal com aquela situação que eu passava e perguntou se eu queria morar com ela em Belo Horizonte, juntei meu dinheiro e fui, minha família deu graças por não ter esse peso, meu tio na época morava sozinho com seu amigo no rio de janeiro já estava formado na faculdade e trabalhava lá.
Passada uma semana que estava em BH fiquei sabendo que a cidade toda estava de fofocas, principalmente nos eventos da igreja que minha avó ajudava, sobre minha família ter me "expulsado de casa", pois era assim que eles pensavam, fofoca ne, então minha avó começou a me ligar pedindo pra que voltasse que tudo iria mudar, mas eu já estava bem, trabalhava meio período, estudava e adorava ter paz quando chegasse em casa, minha avó começou a me chantagear falando que se eu não voltasse ela iria morrer e dramas dessa forma, que estava mal por não estar comigo. Então numa tentativa desesperada minha avó fingiu estar mal e pediu o médico que a internasse no hospital para fazer exames, já que ela estava muito mal, sim na minha cidade alguns médicos fazem TUDO que você pede se pagar. Então nessa hora meu tio me liga dizendo que se eu matasse minha avó ele iria ate no inferno me buscar, fez um escândalo com a mãe da minha amiga dizendo que eu fugi de casa, publicou isso em todas as redes sociais com minha foto, falando que eu era a pior pessoa do mundo pra minha família que minha avó estava doente por conta minha, detalhe que naquela época eu tinha no meu Facebook meu chefe e amigas de trabalho, então fui demitida em uma conversa estranha sobre eu ser uma pessoa melhor e voltar pra minha família, chorei muito e voltei. Quando cheguei minha avó estava em casa com a cara mais plena do mundo, falou que não sabia que meu tio fez aquilo, que ela não pediu isso e que ela nem estava tão mal assim, que não tinha culpa e eu voltei por quis, dai pra frente no natal e reuniões de família eu evitava meu tio, minha avó vê meu tio como o menino de ouro dela que nunca a decepcionou então para ela meu tio fez certo. Dai até os meus 18 anos trabalhei e estudei, pagava a minha moradia e não tinha amigos, pois para minha avó ninguém tem amigos e que amigo é só Deus, que todos me invejavam e essas coisas então minha avó arruinava minhas amizades falando e fazendo coisas e depois fingindo que não fez. Chamava minhas amigas de vagabundas quando eu não estava em casa para não me chamarem que eu não ia sair com aquele tipo de gente.
Então com 18 anos conheci meu ex ele morava em outra cidade no caso uma cidade universitária, ele estudava lá, mas ele nasceu na mesma cidade que eu então a gente se conheceu por isso, expliquei para ele como era minha família porque sei que não é fácil pensar isso deles já que são muito ligados a igreja e a família dele também, vou pular uma parte longa do começo do nosso namoro até ele descobrir os podres da minha avó pois não é o foco, enfim eu fui fazer faculdade na mesma cidade que ele, consegui auxilio alimentação da universidade e moradia então morava no campus e comia lá, era bem puxado pois fazia matemática e dividia quarto com mais 3 pessoas que nem conhecia, mas era necessário eu queria ter paz na vida, eu não entrei na faculdade por querer algo como me qualificar eu só queria sair de casa, minha família ficou orgulhosa por vários motivos, primeiro que meu ex era de "boa família", segundo que eu estava fazendo faculdade federal e então estava tudo ótimo para eles certo? Errado eles me cobravam constantemente pra terminar meu curso, quem é de exatas entende o quão tenso é você decorar 1 milhão de fórmulas e na hora da prova não saber qual é a primeira que irá usar e o branco vir, então no começo a adaptação é tensa, cobrava que eu casasse com meu ex no caso já estavamos com 2 anos de namoro e morávamos juntos nessa época, mas como disse eu e ele não ligavamos pra eles, eles me mandavam dinheiro através da conta do meu ex para que eu possa comer algo, era bem pouco mas ajudava sim não posso negar, pois comprava pão e leite, eu já ia para casa só nas férias e minha família continuava querer cobrar minha estadia quando ia, exemplo: você ficou 10 dias, então com a luz, água e x o valor fica xx, eu achava isso um absurdo, pois eu ia só para visitar minha família (obs.: minha mãe separou do meu padrasto e teve minha irmã com isso as duas foram morar com meus avós, então eu ia para ver ela) Mas com o tempo passei a ir só no natal e voltava antes do ano novo, então não dava tempo de se meterem na minha vida, o tempo passou e meu namoro já tinha virado mais amizade que amor, então decidimos separar, mas não falamos para minha família logo, ja que na visão da minha avó eu não consigo me virar sozinha sem meu ex, e nenhum homem será bom que nem ele, então mantivemos essa mentira por um tempo e quando contei minha família achou que seria uma fase e que a gente voltaria logo, sendo que já tínhamos superado e já tínhamos ficado com outras pessoas, passa o tempo e em 2019 decidi que iria viajar, queria a muito tempo, mas meu ex não programava falava sempre um dia e um dia, mas acabava que nunca chegava esse dia, então decidi mesmo que minha família brigue por viajar sozinha eu iria, tinha juntando dinheiro e queria viajar para fora do Brasil. Em outubro de 2019 eu conheci meu atual pelas redes socias, iria viajar no ano novo decidi que seria para Portugal e então comecei a olhar as coisas do país, onde ficar e com isso acabei falando com ele, ficamos íntimos muito rápido e na primeira semana falávamos de tudo um com outro, conversa vai e vem e eu decidi que iríamos nos ver assim que eu chegasse. Mas com o tempo essa paixonite ficou mais séria e eu e ele só pensavamos o que fazer quando eu voltasse pro Brasil e ficasse longe, porque pra mim uma viagem dessa seria de 5 em 5 anos, e ele é militar acaba que não tem tempo também para viajar, então decidimos com ele que eu iria ficar lá com ele (não foi assim do nada foi pensado e seria um teste se desse errado eu voltava), mas sim faltava 3 meses para isso, então eu arrumei as coisas, resolvi questões já que morava sozinha então tinha coisas a fazer e resolvi que faltando 1 semana pra ir eu iria para minha cidade falar com minha família sobre isso, pois não daria tempo deles tentarem arruinar esse meu desejo e eu queria que fosse algo leve que eu explicasse que eu teria dinheiro e se eu quisesse voltar eu voltava, mas quando cheguei em casa a minha avó mandou eu fazer comida, pois não tinha comida para mim lá e que eu podia fazer mas reclamou e reclamou que eu não estava com meu ex e falava pra eu dar orgulho para ela, eu travei e não consegui falar, enfim viajei, pedi conselhos ao meu ex, pois ele mais que nunca sabia como era isso tudo e ele disse que assim que eu arrumasse emprego em Portugal, mostrasse que estava aqui, explicava tudo e falava que estava bem e trabalhando e no caso até poderia mandar dinheiro pra ajudar eles (algo que eles iriam ficar "orgulhosos"). Mas o destino meus amigos, o coronga entrou em ação quase 1 mês depois que estava aqui e ficou impossível de conseguir emprego, minha avó começou a não gostar deu estar sozinha no Brasil e então comecei a mentir falando que estava com amigas e que estava bem, meu tio começou a jogar umas indiretas sobre eu não estar em casa já que eu não fazia mais vídeos chamadas com minha avó, e minha avó falava em voltar sempre com meu ex, eu não consegui falar, pensei que conseguiria ficar com visto de trabalho e que com isso eles não poderiam sei la fazer algo para que eu voltasse para o Brasil, fora que meus sogros já acham estranho essa história de se conhecer pela internet do meu namorado e eu, então pensava que meu tio poderia achar nas minhas redes sócias meu sogro e inventar coisas e piorar meu relacionamento com eles, eu sou extremamente feliz com meu namorado, não sinto o peso da família sobre isso, podemos fazer o que quiser, voltei com meus cachos coisa que minha família detestava e nunca deixava que eu voltasse, ele me apoia e sinto que foi a melhor coisa que fiz é ter dado essa chance pra nós dois. Minha avó detestou que voltasse que os meu cachos mas meu namorado me apoio muito nisso. Minha avó gravou um áudio chorando falando que estraguei meu cabelo que minha mãe e ela viram meu cabelo na foto de perfil do whats que a mesma daqui e que estou péssima devo estar louca terminei meu namoro e agora isso que só faço desgosto e coisas do tipo, respondi com: eu estou linda me amo assim lide com isso. Minha avó de vez em quando manda dinheiro pra mim como presente, ja disse que não preciso, pois vejo que assim ela acha que eu tenho obrigações com ela, mas ela mansa pois sabe minha conta do banco e sempre me convence fala do a compra uma blusinha pra você e talz foi fulana que mandou (no caso fala que o dinheiro é presente de primos, madrinhas meu avô). Em Dezembro desse ano ira fazer um ano que vou estar aqui, pensei que em novembro poderia falar com minha família que iria viajar em Dezembro e fingir que esse meu 1 ano não existiu já que quase não fiz nada aqui por conta do coronga e até lá eu iria tentar me regularizar no país, então não teria a possibilidade deles fazerem algo contra, ao mesmo tempo tenho vontade de falar que já estou aqui quando eles me ligam e tirar esse peso, mas sei que as consequências podem ser muito piores e já que eu aguentei ate agora eu aguento até dezembro. Minha avo me liga regulamente e não sabe do meu atual relacionamento fico mal, mesmo sabendo que se eu apresentar meu atual ela não ira gostar dele da mesma forma que meu ex, por conta dela exigir essa coisa de boa família, eu queria que ela visse o quanto ele me faz bem e como sou muito mais muito feliz com ele.
Eae gente sou babaca de não falar que estou aqui em Portugal para minha avó e família?
Ps.: é irrelevante, mas meu tio é gay, esse amigo dele é marido dele, ele "esconde" isso da minha família, eles tem casa juntos, compraram carro juntos, tem dois dogs juntos, mas contam para todos que são amigos,quando outros familiares falam que acham isso estranho minha avó e minha mãe, ameaçam todos falando que é difamação e que eles vão ter que provar judicialmente. Para minha família isso seria algo horrível, não gosto do meu tio acho ele falso e dissimulado, mas fico mal por minha avó não aceitar ele e mesmo eu sendo heterossexual tenho amigos gays, bi etc... e minha avó não aceita o fato de ter "colegas" (já que pra ela não tenho amigas) bi e lésbicas, pois vão pensar mal de mim e elas só querem me levar para esse caminho do mal.
submitted by NayhAlmeida to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.21 13:13 datguyG Brasil visto por fora, apenas um desabafo pessoal. 🇧🇷🇵🇹🇬🇧

Olá comunidade, eu sou um jovem adulto Português de 33 anos que vive em Inglaterra à dez anos e já visitei 24 países diferentes, mas nunca estive no Brasil(é uma sonho pessoal, poder um dia), eu sempre tive uma forte relação com o Brasil, ambos os meus pais casaram a segunda vez depois do divórcio, e ambos com Brasileiros. Eu passo horas a ver vídeos políciais, sigo a política, leio os vossos autores, assisto o vosso cinema. Eu não consigo parar, é extremamente interessante e viciante. Sinto-me como um observador, um explorador espacial, astronauta que visita planetas desconhecidos, gosto de pensar que todos somos curiosos e que qualquer pessoas se pode identificar com o meu interesse, pois todos temos interesses, uns maiores outros menores.
O que separa a minha obsessão com o Brasil do resto do meus interesses é o facto de ser uma realidade tão distante, tão diferente, a todos os níveis, é como ser um mergulhador que de repente consegue perceber os peixes, é fascinante e eu não consigo parar de olhar, é como um acidente na beira da estrada, à algo que nos puxa e fixa a nossa atenção. Como eu vejo, é um país onde a realidade é alienígena à minha, e o sentimento constante que não consigo dispersar ou entender com clareza é porquê! Porquê? Como é que o mesmo país que salva mais pacientes de doenças terminais e cria as melhores e mais avançadas clínicas de combate ao cancro no mundo, também tem uma das maiores taxas de mortalidade criminal do mundo, como é que o país que que tem uma das populações mais religiosas do mundo também tem uma das maiores taxas de depressão e despero, um país que produz e trabalha tanto e ganha tão pouco, um país onde as pessoas conseguem ser tão calorosas tão cheias de amor, tb consegue ser um país de crueldade extrema e desigualdade. Às vezes passo horas a tentar perceber como esta dualidade afecta quem vê de fora, e quem está por dentro.
Eu amo o vosso país e a vossa cultura, eu tenho sempre dez factos positivos acerca do vosso país na ponta da língua, em caso de um encontro com um ignorante, eu gosto de ver o copo meio cheio, e tento ser positivo. Sem nacionalismos idioticos ou opiniões extremas. O que eu quero mesmo dizer é que espero do fundo do meu coração que um dia o vosso país possa realmente ser um país do povo para o povo, e que haja justiça e direito à igualdade em todas as classes e áreas da sociedade. Algo que só se valoriza qua do não se tem. Peço desculpa se feri alguma susceptibilidade, são apenas opiniões. O post é enorme, obrigado por me dares o teu tempo! Eu amo todos vocês!
Edit :Que excelente resposta por parte desta comunidade, estou mesmo muito orgulhoso com todo o amor que recebi aqui, vocês são incríveis! Muito Obrigado!
submitted by datguyG to brasil [link] [comments]


2020.06.21 03:26 SucodeTudo Uma historia "feliz"?

Ahoy Lubiscode primeiramente desculpe pelos erros de português,estive adiando muito pra escrever este texto mas acho que ja esta na hora,essa historia é sobre a minha vida quem sou e porque estou como estou,quero que analise e me diga se sou o babaca kkk,sem mais delongas irei começar o texto Bom dia(talvez noite)luba,convidados,gatos e barba do luba,a minha historia começa a 5 anos atras,eu tinha 10 anos(faça as contas)bem pela minha idade não poderia imaginar muita coisa,mas ja tinha rola pa de coisas na minha vida,tipo:meus pais se separaram,minha vó tambem,as 2 arranjaram outros caras,meu avodrasto batia na minha vó,o meu padrasto era um [email protected],minha mãe se separou de novo,se casou com um velho,se mudou pra casa dele e eu tambem to morando no centro e sai do interior. Pode não ser muita coisa mas pra mim na quela idade foi dificil,ver tanta coisa passando e tanta coisa acontecendo me deixou louco,eu fiquei muito mau mas tentava não demonstrar muito isso meu novo padrasto era(é) muito agrecivo com todo mundo inclusive eu,então eu não podia encomodar ele,ficava no meu canto vendo youtube,jigando algum jogo ou estudando na maioria do tempo,ocupava minha mente com essas coisas pra não piorar a situação Como estava numa nova cidade sozinho e sem amigos minha unica chance foi a escola,mas mesmo antes eu sempre fui meio anti-social,minha familia era pobre mas minha mãe trabalhava muito pra me dar tudo oque eu queria,e sou grato a ela por isso,mas a ansiedade dela e a tendencia depressiva da minha vó(que entrou em depressão quando eu e minha mãe saimos de perto dela e deixamos a vó sozinha com aquele monstro em casa)pesou muito na minha vuda social. Então fazer amigos sempre foi muito complicado. Kas quando eu entrei na escola daquela cidade eu conheci algumas pessoas,comecei a me dar bem nos esportes na medida do possivel é claro e tambem minhas notas subiram mais do que o normal,comecei a pensar nos testes pra federal(e consegui lubisco),mas como tudo que é bom acaba rapido,uma menina linda,com uma franjinha muito fofa destruiu meu mundo e um amor "platonico" acabou com aquela minha unica esperança que era a escola. A desilusão amorosa foi forte,mas o amor foi maior,insisti reconhecendo os limites,não invadia a sua zona de conforto e aceitava o não mas eu não podia me livrar daquele sentimento,e aquele sentimentp continuo durante 4 anos,4 anos luba,por mais que eu seja uma criança 4 anos não é qualquer coisa,eu realmente amo ela,e ela é alguem especial na minha vida,ela me salvou de um suicidio e quase me pois em um quando disse não,ela é tudo pra mim,e depois de 4 anos ela aceitou. Eu fiquei muito feliz luba,sério,tipo,imagina só:"a menina que você amou por 4 anos te aceitou" e mano ela nunca me desrespeitou nesses 4 anos,sempre sendo alguem muito gentil,fofa,estudiosa tipo ela é perfeita cara. Mas Luba,depois de 4 anos nós começamos a namorar(agora no caso completamos 6 meses)eu sou uma criança ainda com 14 quase 15 anos não sei de nada sobre o mundo,mas eu sinto isso e não é facil de simplismente ignorar um sentimento. Eu amo ela Luba,mas ela demorou 4 anos pra me aceitar em namoro,aconteceu algumas coisas que ela veio a me falar a poucp tempo mas ainda assim,não me convenceu,tenho medo de sme querer ter precionado ela pra que eu força-se ela a gostar de mim,e criando um falso amor,não sei se quero continuar,uma insegurança anda me tomando,pela minha aparencia,fisica e cobtexto do relacionamento,mas ao mesmo tempo tenho medo do sentimento ser real e eu ferir os sentimentos dela. Gostaria que você me ajuda-se nessa lubisco,ja falei com minha mãe mas ela se recusa a me pagar um psicologo,pois de acordo com ela :"não precisa,é só falar com a gente que a gente te ajuda"não querendo desmerecer meus pais mas isso é algo que eu não quero falar com eles,minha vida pessoal não é algo que eu sinto conforto de falar com eles. De qualquer forma eu aprendi muito nesses 4 anos de solidão,li muito,sofri muito,estudei muito,conheci muito mais sobre mim,conheci amigos,d&d,cs,lol tipo isso querendo ou não marcou a minha vida e me formou a pessoa que sou hoje,então de qualquer forma devo muuto a ela,eu te amo mor ♡ Eu e minha namorada assistimos você e tanto eu quanto ela somos muito seus fãs <3 e desculpa mor,sou falho de mais pra alguem tão perfeita como você,desculpa.
submitted by SucodeTudo to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.10 15:55 thegothamguardian Estranho mundo do desabafo.

...E me pego criando uma conta aqui, no Reddit. Pra início de conversa, eu nem sabia que isso existia. Mas tudo bem. O fato é que quando nos pegamos em momentos difíceis, principalmente nessa pandemia, nos vemos meio que obrigados a fazer coisas que antes não fazíamos. Por exemplo: Criei esta "bosta" apenas com um intuito: aliviar a minha carga emocional em tempos de quarentena.
O convívio com a família não tem sido fácil. Em especial minha mãe. Nossa! Eu a amo muito. Mas após ter morado sozinho por 8 anos --- acabei voltando a morar com ela, pois abri mão da minha independência financeira em prol de atingir um objetivo pessoal nos estudos e que requer dedicação exclusiva --- é um pouco complicado e/ou difícil lidar com algumas situações.
Que tipo de situações? Bom, eu já sofro de TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizado). E só descobri em 2017 após ter engolido meu orgulho e ter procurado terapia com ajuda da minha Ex-namorada. Aí me deparo com minha progenitora sofrendo da mesma situação -- tudo bem que não sou nenhum especialista na área estar apontando o dedo, mas tudo indica -- e por muitas vezes, ao decorrer desses 5 meses de convívio, tentei mostrar que havia ali uma possível necessidade de conversar com alguém, um terapeuta, sobre questões que ficam claramente expostas em suas atitudes e reações. O foda é que sei que são coisas do passado. Coisas que a ferem muito. Mas por ser "putamente" orgulhosa, não quer aceitar isso.
Ela não enxerga. Eu sei disso. Já passei por isso. Você nega. Mas sabe aquela frustação ou sensação de não saber o que fazer? E que muitas vezes acaba refletindo em atitudes grosseiras da minha parte? Pois é. Estou nisso. É... sei lá como posso descrever... Constrangedor? Impotente?
Nesse contexto, acabo criando válvulas de escape pra poder fugir desses problemas até mesmo pra não afetar meu emocional que tanto precisa ficar bem pra poder seguir com o cronograma de estudos. Mas da metade do mês de maio para cá, percebo que estou ficando sem combustível para lidar com essa situação. Isso tem até mesmo afetado meu desempenho nos estudos. Aí já viu, né?! A bola de neve da carga emocional que fica com tudo.
Esse fim de semana passado, quase que contratei um terapeuta online pra bater um papo, pois não estava aguentando mais. Na verdade, ainda não estou. Porém, recuei. Ainda estou avaliando isso.
Bom, gostaria de poder escrever mais. Contudo, tenho minhas obrigações pra cumprir. E confesso que o fato de vim escrever aqui, tentar narrar um pouco tudo isso --- por mais que meu português, de maneira geral, não seja bom --- já aliviou a carga pela manhã. Acho que mais tarde voltarei. Vai depender de "n" fatores. Hahaha.
Um abraço a todos!
(acho que só eu tô lendo isso aqui, mas não importa kkkk)
submitted by thegothamguardian to u/thegothamguardian [link] [comments]


2020.06.08 05:38 Victoruu Sou babaca por quebrar o coração da minha mãe pela minha própria felicidade?

Oi Luba e/ou pessoas que passarem o olho por este post. Essa história é meio longa, vou tentar resumir. Meus pais são divorciados, agora estou vivendo com meu pai e tenho quase 16, eu vivi a maior parte da minha infância e pré adolescência com a minha mãe. Eu tive uma infância difícil com ela. Nós nos mudamos muito mesmo, ela fumava/bebia demais, não era nada estável emocionante, meu padrasto era uma pessoa péssima com vício em jogos online, eles brigavam toda hora, enfim, não era o melhor dos ambientes. Em 2015 (eu tinha dez anos) minha mãe e meu padrasto me levaram para Portugal, sim, outro país, só que ilegalmente. Ela falsificou a assinatura do meu pai e me disse pra não contar pra ninguém, nem para o meu pai, que a gente ia viajar. Ela ficou me prometendo o mundo e falando que tudo ia ser incrível e eu ia ser feliz. Mas não foi... Mamãe trabalhava o dia todo para pagar a casa, as contas e tudo mais, meu padrasto não fazia nada para ajudar e só me enchia de tarefas e rótulos e acabava com a minha auto estima me chamando de "inútil" e "burro" mas minha mãe nunca me defendeu. Ela casou com esse idiota só por causa da cidadania, afinal ele é português. E eu, eu tive que aprender a cozinhar, lavar e limpar com 11 anos, eu me sentia como se já morasse sozinho. Depois de dois anos eu finalmente fiz contato com o meu pai, ele perguntou se eu queria voltar e morar com ele e eu disse que sim. Aqui eu tenho um vida legal, fiz vários amigos, tenho minha família por parte de pai, tenho um namorado sensacional que me dá muito suporte, aqui está tudo bem! Mas... A mamãe foi morar em País de Gales logo depois de eu ter ido embora pra ficar com o amante dela. E desde então ela quer que eu vá morar com ela e um homem desconhecido de novo. Ela fica me dizendo coisas como "vou ficar muito triste se você não vier" "você não precisa morar nesse lixo!" "Você logo supera essa gente" etc... Ela fica me prometendo um monte de coisas e enchendo meus olhos com a "glória" de me mudar de novo. Das primeiras vezes eu disse sim, porque não queria magoar ela. A mamãe também disse tudo isso antes de me fazer passar pelo inferno em Portugal... Eu construí uma vida aqui, me mataria deixar tudo que eu amo pra trás e entrar no desconhecido de novo com ela. Ela tem depressão e eu tenho medo de magoar ela a ponto de ela fazer alguma coisa ruim... Ou só me odiar eternamente... Eu disse que não queria mais, ela só ignorou o que eu disse e já quer comprar minha passagem. Eu realmente não quero ir, mas também não quero quebrar o coração dela, sou babaca por dizer não?
View Poll
submitted by Victoruu to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 06:11 Davizaqui Eu sou babaca por dizer que odeio a minha mãe?

Olá Luba, turma, editores, gatas, e possível convidado. Eu não sei mexer muito bem no Reddit mas tô mandando minha história pra saber a opinião de vocês pois preciso saber o que fazer depois de tanta confusão... E antes de tudo desculpa os erros de português e se alguém tiver alguma confusão pra entender, pois eu vou explicar tudo com detalhes pra ninguém ficar se perguntando como aconteceu algo ou porque aconteceu. Pra começar todo mundo tem que sabe o seguinte pra entender a história mais a frente. Eu sempre morei com meus avós maternos desde o momento em que eu nasci, e com eles ainda moravam duas tias minhas, a minha tia favorita que considero minha mãe e outra que eu também amo demais. Eu não faço a mínima ideia de quem seja meu pai, pois quando minha "mãe" estava grávida da minha pessoa, eles se separaram e minha "mãe" veio pra o nordeste, me teve aqui e me deixou com meus avós, junto com minha irmã de 2 anos que ela deixou também. Obs: ela voltou pra SP quando eu tinha somente 3 meses de acordo com o que me contam, enfim... Eu nunca me dei bem com a minha "mãe" (vou chamar ela de Mals), sempre que a Mals vinha aqui a gente brigava, sem excessões, eu acho que eu não tenho o direito de bater nela, mas eu também acho que ela não tem o direito de falar nada comigo já que não me criou, uma das nossas brigas foi tão intensas que ela chegou quebrar uma vassoura em mim e eu um guarda-chuva nela kkkkk, eu era muito criança, muito infantil, hoje com 19 anos vejo que eu era um babaca mirim lembrando das coisas que eu fazia. Em 2013 a Mals veio buscar minha irmã pois ela tava dando um certo trabalho, estou contando isso pois vai ser importante na frente. Eu fui crescendo, melhorando, me tornei um adolescente bacana, penso isso de acordo com o que os mais velhos falam sobre mim, enfim... Eu comecei a ir em SP todo ano desde 2015 por chamado da Mals durante minhas férias, nada aconteceu durante os 2 primeiros anos, pois eu com 14 já tinha um pouco mais de neurônios, mas já de 2017 em diante nossos desentendimentos voltaram, alguns dos motivos era o meu padrasto (ele já tava com a Mals desde 2008 mais ou menos e eles tiveram uma filha), ela ter virado protestante e permitir demais que a pastora desse opiniões sobre nossa família e principalmente por ela cagar pra família em relação aos irmãos dela, só ia atrás pra pedir dinheiro emprestado. Em 2019 eu fui pra SP com minha avó, a gente ia no final de 2018 mas infelizmente meu avô faleceu em outubro e a gente teve que cancelar a viagem (eu pensei que meu mundo ia acabar, sério, eu nunca imaginei que fosse tão ruim a sensação de perder alguém). Sempre eu e vovó vamos para a casa da Mals pois ela não deixa a gente ir pra casa de nenhum outro irmão dela sendo que são 10 filhos de vovó em SP, e por ser na casa dela que a gente sempre tá os filhos da minha vó tem que ir ver ela, mas ela não gosta, como eu falei, ela tá cagando pra eles, ela falou na frente deles que não vai na casa de ninguém, pra ninguém ir na dela. Mas a gente chegou e tava tudo bem, natal uma maravilha, pois eu e vovó conseguimos sair sem ela encher o saco e fomos pra casa de outra tia minha, aí teve o ano novo e minha avó foi pra casa de outro filho dela e eu fiquei com a Mals, pois por ela ser minha "mãe" eu quis ficar um momento importante ao lado dela, já que sou o único filho dela que ela nunca passou aniversário do lado (o meu no caso). A gente tinha até planos de ir pra onde minha avó tava, mas ela de uma hora pra outra disse que ia pra casa da amiga dela da igreja (as únicas pessoas que ela se importa) e no final de tudo a gente não foi, pois o marido dela disse que não queria e era pra ela ficar em casa. Tudo bem, vimos os fogos na frente de casa e ela já puta, falando que eu era osso e não dava nada certo por conta de eu e do meu padrasto (e eu não tinha dito nada). A gente foi dormir e acordamos as 4 da manhã com uma ligação de uma prima lá falando que o filho mais novo da minha avó tinha sofrido um acidente (ele tava voltando pra casa de moto e outro cara bêbado de moto não viu a lombada, passou muito rápido e acabou batendo no meu tio). A Mals mas o marido foram pra o hospital pois não tinha ninguém pra ficar com meu tio e lá ele tava todo estraçalhado kkkk, com a perna cheia de ferro, um dedo da mão e do pé quebrado, todo arranhado. Aí tudo bem, 10 dias se passaram e meu tio recebeu alta e veio pra casa da Mals, pois era a mais perto do hospital e a que tinha mais espaço. Eu e minha avó que fazia tudo pra ele, a gente que dava banho, levantava quatro horas da madrugada pra dá remédios, só falta a gente da comida na boca mesmo. Ele tinha que voltar no hospital cinco dias depois, e no dia que a gente foi, acordamos 3 da manhã e fomos pra o hospital. Lá deu 4, 5, 6, 7 horas e nada dele ser atendido, mas graças a Deus umas 7:30 chegou a vez dele. Só podia subir 2 pessoas, então foi meu padrasto e o marido da minha tia lá, a que eu considero minha mãe. Eu fiquei em baixo e comecei a passar mal, pois por ter saído às 3 da manhã não deu tempo de comer nada, e eu também não tinha levado dinheiro, tava tonto, via tudo rodando mas dava pra aguentar. Continuei sentado e uma abelha dentro do hospital pra piorar tudo picou minha mão, eu fiquei ainda mais tonto, deu náuseas, minha visão escureceu por uns 5 segundos e eu não conseguia escutar nada, meio que as vozes ficavam abafadas e longe, por tá passando muito mal e por medo de vomitar dentro do hospital fui pra o lado de fora, sentei em um banco e liguei pra minha "mãe" pedindo pra ela mandar mensagem pra meu padrasto vir ficar comigo pois estava com medo de desmaiar ou acontecer outra coisa (eu não tinha o número dele e nem falava com ele, mas nessas situações a gente tem que pensar melhor e parar de ser orgulhoso). O meu padrasto veio, olhou de longe, não falou comigo e voltou pra o hospital, tudo bem, nada aconteceu comigo além da minha mão ter ficado super inchado, voltamos pra casa e segui minha vida. Algumas horas mais tarde meu padrasto está na cozinha, eu vou lá pra beber água e ele coloca uns áudios dele falando "não é pra você acreditar nele, pois ele não passa de um mentiroso, não aconteceu nada, ele tava igual um bicho do mato", eu não entendi nada mas bebi minha água e voltei pra o quarto. Eu fiquei me perguntando pra quem será que ele teria mandado aquilo, eu fiquei pensando se ele falava de mim, mas eu pensei um pouco se tinha feito algo de errado e vi que não, aí tudo bem. A Mals chegou em casa, e o meu padrasto foi trabalhar, e eu ainda pensando sobre aquilo peguei o celular dela pra ver se ele tinha mandado aquilo pra ela falando sobre eu, e pra minha surpresa sim, ela uns 3 áudios de 1 minuto cada me esculachando, eu vi tudo mas não disse nada a Mals, esperei pra ver se ela comentava sobre isso, passou umas 2 horas e ela não me falou nada e eu chamei ela pra perguntar o que significava aquilo, por que ela permitia que ele falasse aquilo de mim sendo que eu não tinha feito nada, mostrei minha mão pra provar da abelha e ela simplesmente falou que ele tinha razão, que eu não prestava pra nada e que eu só servia pra dá trabalho (sendo que quando e tô na casa dela sou eu que lavo, passo, ajudo em tudo), e que se ele quisesse fazer QUALQUER coisa comigo ele podia por que ele era meu padrasto, aí eu não aguentei e soltei tudo o que tava preso em mim durante anos, falei de quando ela parou de falar comigo por eu ter contado que sou bissexual, que a culpa da minha irmã mais velha tá passando por problemas é culpa dela pois ela colocou minha irmã pra fora por conta que ela namora um homem trans (antes da Mals saber que ele era trans, ela amava ele, mas depois que descobriu fala como se o menino fosse responsável por toda a desgraça do mundo), falei das vezes que a minha irmã mais nova me acordava com tapa na cara e eu ia reclamar ela falava que era tudo culpa minha, entre outras coisas, citei essas pois foi as coisas que mais me marcaram. E ela começou a jogar na minha cara que eu era um lixo pois não falava com meu padrasto e nem com meu tio que tinha sofrido acidente (sim, eu não falo com ele, motivos irrelevantes), e eu falei que não falava com meu padrasto pois ele disse um dia que se minha irmã mais velha tivesse passando fome e fosse pedir ajuda a ele, ele não ajudaria, e contei o motivo do meu tio também, e falei que é melhor parar de falar com alguém do que tá falando e prejudicando sua saúde mental, pois ninguém é obrigado a tá se sentindo mal pra agradar os outros, falei que tinha encontrado um tio meu por parte de pai e ele em poucos meses tem sido um tio melhor pra mim do que ela foi de "mãe" em anos. Teve mais bate e boca irrelevantes, mas eu fui pra casa da minha titia, a que me criou lá. Contei tudo e por ela conhecer minha a Mals ficou ao meu lado. Por meu tio ter caído tivemos que cancelar a viagem de volta pra casa pois minha avó queria ficar cuidando dele, cancelamos a uns 1 mês e meio antes. Finalmente estava chegando o dia de eu vir embora, pois não aguentava mais aquele lugar, brigas e problemas. Mas não tinha acabado ainda, pois a minha querida "mãezinha" arrumou uma confusão na hora de eu e vovó irmos pra casa, era pra o marido a Mals ir deixar a gente o aeroporto, mas ele marcou umas tattoo pra fazer (ele trabalha com isso), só que a gente marcou a passagem muito tempo antes pra não ter esse tipo de problema, mas ele marcou essa tattoo e disse que não dava pra ir deixar a gente no aeroporto. Minha linda titia arrumou um carro pra gente, só que minha avó tinha que ir dormir lá, pois era mais fácil pra o homem lá nos pegar, só que do nada a Mals surtou, disse que era o marido dela que ia deixar, que a vovó ia dormir lá e ela não ia sair de lá (isso tudo por mensagem no WhatsApp, por que depois da primeira briga lá a gente não ficou sem se falar, a pastora lá da Mals falou que não era pra gente ficar intrigado), mas eu já tava cansado de tudo, falei que a Mals era um ser desprezível, ela só servia pra dar dor de cabeça, falei que eu fui amaldiçoado por nascer na pior parte da família, por ter crescido sem meu pai e ter uma mãe louca, e ela lá, falando que eu era um escroto e que não era pra eu chamar mais ela de mãe, pois eu não tinha saído dela (tenho essas conversas com áudio no meu whatsapp ainda, não mostro aqui por que não sei como). Eu com maior ódio do mundo falei em alto e bom som que eu odiava ela, pois ela não sabia como é triste ver os meus primos abraçando seu pai e sua mãe e eu praticamente sozinho no mundo (é triste mesmo viu, só quem passa sabe, a sensação ruim de solidão, uma pergunta que não tem resposta: por que eu não sou normal), eu deixei claro que a culpa da nova discussão era dela e que minha vó ia sair de lá sim. Ela saiu e foi pra minha tia e graças a Deus vimos pra casa, e até hoje ela não fala comigo. E diante tudo isso, eu sou um filho babaca por ter falado esse tipo de coisa e por sempre ter afrontado ela? Ou nós dois somos seres humanos horríveis? Vocês acham que eu devo continuar afastado dela pra o bem da minha saúde mental ou eu tento conversar com ela? Por que assim, até hoje eu tenho nojo dela, uma aversão total, acham que tenho que parar com isso? Enfim... Me digam, e desculpa pelo texto enorme. Faltam algumas coisas, mas se eu colocasse vocês levaram 3 dias pra ler.
View Poll
submitted by Davizaqui to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 04:37 evelyndamendes O NICE GADO. Uma história trágica sobre um gado que na verdade era nice guy

PRimeIrA vEz AqUI MIMIMI Oii lubisco, turma, editores e possível convidado. ❤️ Essa história é trágica e cômica ao mesmo tempo. É longa mas vale a pena (eu prometo). Sou baiana então pode fazer o sotaque se quiser. Tudo começou em dezembro de 2018 quando eu cheguei em Buenos Aires e fui numa igreja. La tinha um menino que vou chamar de Carls que desde o primeiro dia que eu cheguei começou a dar em cima de mim. Ele ficava perguntando aos nossos colegas como dizer elogios em português e o tempo todo ficava falando coisas para mim. Um tempo se passou e eu comecei a servir no mesmo grupo de voluntariado da igreja com ele e como tínhamos um grupo no wpp ele conseguiu meu numero. Foi aí que a bizarrice começou. Ele passava 24h mandando mensagem e a conversa no começo era até ok. OBS: as conversas estão parafraseadas pq ele não fala português Tinham momentos que eram muito cringe (já chego lá), mas no geral nos dávamos bem. Eu tava fazendo um curso de espanhol e ele fazia questão de ir até o curso depois da aula pra poder me ver e confesso que no começo eu achava fofo. Só que ele começou a se esforçar um pouco de mais e sempre que estávamos junto eu não podia abrir a boca sem ele falar o quanto eu era linda e como minha voz era música para os ouvidos dele (sim, exatamente). Ele parava as pessoas na rua só pra falar “olha pra ela, ela não é linda?” (é sério). Eu já tava ficando um pouco incomodada. Ele começou a me mandar vídeos dele treinando e com legendas como “colocando o corpo em forma pra você”, vídeo beijando O FUCKING VIOLÃO DELE e dizendo “é exatamente assim que eu vou beijar seus doces lábios” tipo ???!!. Ele começou a me seguir pra todo lado na igreja e eu não podia falar com ninguém sem que ele estivesse ao lado, eu já tava bem assustada nesse ponto. Eu já tava cortando contato com ele, mas tentando manter a simpatia e educação, até porque naquela época eu ainda era bem besta e tinha vergonha de falar as coisas na lata e tbm nós servíamos juntos na igreja e eu não queria climão. A gota d’água foi quando eu comecei a fazer amizade com um garoto colombiano da igreja tbm e ele (Carls) ficava 24/7 soltando indireta. O meu curso de espanhol era ao lado do trabalho (starbucks) do colombiano então eu passava lá as vezes pra cumprimentar e quando eu chegava em casa tinha mensagem do Carls falando “você tem passado muito tempo no Starbucks últimamente né?” ou “Ah como foi sua visita ao seu amiguinho?”. Como ele sabia nem eu sei! Eu já tava muito assustada e tentando a todo custo evitar o Carls e não dar papo. Olhando hoje pra trás eu vejo que eu deveria só ter sido curta e grossa, mas fui mt trouxa. O colombiano e eu ficamos bem amigos e ele resolveu me convidar pra célula dele e eu fui. A partir de agora começa a loucura. Chegando em casa tinha uma mensagem do Carls falando “você tem alguma coisa pra me contar?” e eu não entendi nada. Carls: vc acha que eu não vejo seu instagram? Eu tinha postado uns stories na célula. Carls: “eu sempre soube que o colombiano tava dando em cima de vc, mas eu imaginei que você seria mais esperta.” Eu fiquei super confusa e falei que não sabia do que ele tava falando e que eu só tinha ido na célula com ele. Carls: “Não sei porque eu fui perder meu tempo com vc, claramente seu coração já é dele. Você deveria ter me avisado antes assim eu não ficaria como um idiota correndo atrás de alguém que claramente quer outro.” Eu comecei a ficar bem puta nesse momento e falei pra ele largar de ser louco. O colombiano era apenas meu amigo e mesmo se fosse algo mais eu nunca dei esperança ao Carls e disse a ele que se essa era a intenção dele comigo que ele podia parar de “perder o tempo dele”. Ele fez o maior drama, falou que eu era fria, sem coração, disse que eu era muito burra por não perceber o “plano do colombiano” pediu pra eu esquecer que ele existia e apagar o número dele. Aí eu falei “tá bom” e ele disse “Eu não esperava nada diferente de vc msm, vá ser feliz com o colombiano”. Você pode achar que acabou, mas literalmente assim que ele terminou de me mandar isso ele foi NO GRUPO DA IGREJA com todos nossos líderes e colegas e começou falar. Ele dizia assim: “Família, eu preciso que vocês orem por mim. Faz dias que eu não consigo comer, nem dormir, nem parar de pensar nessa tragédia que me aconteceu. Meu coração está quebrado em milhões de pedaços, passei pela maior decepção da minha vida. As pessoas podem ser muito más. Me ajudem, família, preciso de vocês nesse momento”. Eu fiquei EM CHOQUE! Não podia acreditar que esse cara era realmente tão louco e tinha uma imagem tão distorcida da realidade. Eu tava muito puta de verdade e as pessoas, como esperado, ficaram super preocupadas perguntando o que tinha acontecido. Eu tava a ponto de esculhambar ele todo quando ele apagou a mensagem no grupo e me mandou mensagem no privado. Carls: Me desculpe. Eu sei que estou errado, mas é que te amo tanto que só o fato de pensar que você poderia estar com outro me fez ficar louco. Mas eu amo você e eu sei que Deus colocou você na minha vida, quero que você seja minha mulher, eu to sofrendo tanto sem você, preciso de vc.... (ele falou mais mil coisas como elogios e mais merda e eu vou simplesmente resumir por aqui.) Eu falei que ele era louco e eu realmente não entendia porque ele estava agindo como se isso tivesse acontecido há dias sendo que fazia tipo 1 hora. Falei que foi ridículo o que ele fez no grupo e que eu não queria ter nada a ver com ele ou a vida dele. Vocês acreditam que o MISERÁVEL me mandou ler 1 Coríntios 13? (aquele que fala sobre o amor que tudo suporta, perdoa, etc) Falou que eu TINHA que perdoar ele, que DEUS PERDOA TUDO e que o NOSSO amor era maior que tudo. Que eu não podia jogar nossa história no lixo por conta de um erro besta, que a gente ia ser feliz junto e que ele ia ser o melhor ESPOSO que eu pudesse imaginar Eu realmente fiquei em choque, não podia acreditar que existissem pessoas tão loucas que vivem em uma própria realidade dentro da cabeça. Eu demorei um pouco para racionar, mas de alguma forma eu conseguir falar alguma coisa. Parafraseando eu disse mais ou menos isso: Eu não sou Deus e eu não sei de onde você tirou que eu te amo. Éramos amigos até você começar com suas insanidades e me afastar completamente. Por favor, não fale mais comigo. Depois disso ele saiu falando mal de mim pra todo mundo, me bloqueou de tudo que é lugar e bloqueou o colombiano tbm. Plot Twist: 2 meses depois dessa loucura o colombiano e eu começamos a sair sem pretensão nenhuma e hoje rimos juntos dessa história na nossa casa com nosso cachorrinho chamado Benji. Estamos juntos há 1 ano e 2 meses e pretendemos nos casar. Fim
submitted by evelyndamendes to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.29 13:52 desabafos122 Desabafo sobre os últimos acontecimentos

A maioria de vocês provavelmente já sabem sobre os últimos acontecimentos fora do Brasil(sobre como policias mataram um homem negro inocente)então não irei me aprofundar muito nisso.
Eu sei que isso pra muita gente vai provavelmente parecer só um probleminha besta mas pra mim foi algo que me afetou bastante.Eu não sou de usar o Twitter mas eu voltei a usar depois que descobri sobre oque aconteceu(acompanho mas por americanos que eu sigo) e toda essa bagunça tem me afetado bastante,eu tive a sorte de ter nascido branca nesse mundo em que vivemos atualmente(minha mãe biológica é negra),e eu sempre soube que o racismo existe e infelizmente é bastante grande mesmo na sociedade atual,eu sempre fui totalmente contra já que eu sempre soube que é uma coisa ruim(fui bem educada) mas eu nunca tinha visto algo tão grande quando oque esta acontecendo agora e a sensação de impotência e medo por aqueles que eu amo é muito grande.
Ver tudo isso que esta acontecendo e ver como alguns brancos estão se posicionando me enoja,eu gostaria de poder fazer alguma coisa a mais(tenho apenas 14 anos então não tem muito oque eu possa fazer)
Eu sei que tudo isso não esta acontecendo no Brasil mas ainda assim isso me preocupa muito(ainda mais porque do jeito que o Brasil esta atualmente pra isso acontecer é só mexer uns pauzinhos),o fato de que negros e brancos que nem eu(que apoiam eles)estão finalmente se levantando me anima e me da esperança para um futuro melhor para mim e para os filhos que eu provavelmente vá a ter mas o número de pessoas se levantando contra essas me preocupa.
Acho que é apenas isso que eu tenho para falar agora,provavelmente irei voltar a usar essa conta para desabafar mais mas por agora é tudo isso,também irei me afastar mais do Twitter provavelmente,obrigada se você leu até aqui e me desculpe por qualquer erro de português.
submitted by desabafos122 to desabafos [link] [comments]


2020.05.29 08:19 Kim_Pessoa O dia em que eu aprendi que inglês não é como português

Oi Luba, gatas, editores que eu amo etc e turma que está a ver (se for pra o vídeo)
Eu não sei o que falar então bora pra a história:
Eu tinha uns 7/8 anos e estava no meu curso de inglês, até que alguém da outra turma (a de pessoas mais velhas) que eu não me lembro quem é me chama e pergunta "você sabe como que fala 'comendo' em inglês?" Aí eu, a burrice humana, idiota em pessoa, estupidez encarnada e orgulhosa que era/sou disse "Sim!" (Eu não sabia) aí a pessoa disse que se eu sabia ela queria que eu falasse pra ela ter certeza.
Então depois de MUITO tempo pensando e refletindo eu cheguei conclusão de que:
Se em português "comendo" parece "comida" e eu sei que é "food" em inglês, então, "comendo" é "foodendo" aí eu disse isso e todo mundo riu da minha cara e eu não entendi nada porque era uma criança inocente bjs maior q 4×-3
submitted by Kim_Pessoa to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.28 08:27 julinhapikada17 Quase corna

Olá luba, editores, gatas, turma e todos os seres do mundo, vim contar a minha bela história de novela mexicana.
(Não sei se o meu português está correto, to cm muita preguiça de escrever meu Deus)
Tudo começou esse ano, aqui na minha cidade cada ano escolar tem um período diferente e o sonho de [email protected] é virar do primeirão e estudar a noite até ai tudo bem, não tem tanta importância.
As coisas começam mesmo quando eu começei a estudar de noite quando a minha amiga (vamos chama-la de trix) me apresentou uma pessoinha que peguei um amor pela primeira vista e depois de um mês, eu e a pessoinha nos conhecemos um pouco melhor e ficamos mais próximos e tals.
E uma coisa importante é que nesse mês era a minha grande festa de 15 anos e pensei, porquê não chamar ele? Dei o convite pra ele e falei que ficaria mt feliz se ele fosse, e não é que ele foi mesmo?
O dia da festa chegou e foi literalmente a melhor da minha vida, pelo fato de eu estar com pessoas que eu amo, ter uma festa linda daquela com amigos e parentes que eu amo tanto, festejando mais um ano da minha preciosa vida kk.
Na segunda-feira um dia depois da festa( teve o 2 dia no caso domingo) trix me mandou um print da pessoinha dizendo "eu acho que estou gostando da julinha, vulgo eu, e eu SURTEI, sai gritando pela casa falando que ele me amava e que nós iríamos formar um lindo casal, que ele era lindo e um menino com maturidade o suficiente para ser meu primeiro namorado. Resumindo, eu tava MUUUITO feliz.
mal sábia eu que ele era um verdadeiro filha da puta.
Vamos pular algumas partes, luba não vai querer ler uma bíblia
Trix nos deu um empurrãozinho e tcharam! Estava-mos namorando, eu não pude ficar mais feliz como eu estava.
Mas ai o mês de abril chegou e meus amigos... não foi nada legal.
Primeiro começou com briguinhas da parte dele por ciume de uma pessoa que eu gostava em 2017 beeem antes de eu conhecer ele, depois foram brigas dizendo que eu estava iguinorante e tratando ele como se fosse os meus amigos sendo que ele queria que eu prestasse mais atenção nele do que os outros.
E AI ENTRA A RASPA CANELA, vamos chama-la de gabi. Gabi era uma grande amiga minha des dos meus 10 anos de idade, inseparaveis mesmo com uma diferença de idade pequena e sendo mais nova que eu. Gabi era proxima da pessoinha, até demais, eu sentia um pouco de ciúme mais não queria pagar de surtada e confiava na gabi o bastante pra pensar que ela não fazeria uma barbaridade dessas.
No final de abril as brigas ficaram mais pesadas entre eu e ele, ficamos mais de 1 semana sem se falar pelos mesmos motivos, falei com ele que era o meu 1 relacionamento e que ele tinha que entender a minha parte também, pra mim eu sempre o tratei com amor e carinho e algumas horas eu estrapolava mas não era por querer. Depois nos resolvemos de novo e ficamos bem, e depois BRIGAMOS DENOVO por causa dos mesmos motivos sendo que eu apenas estava sendo eu.
(Sou uma pessoa bem carinhosa e eufórica, eu amava falar com ele eu mandava fotinhas, falava sobre games porquê eu sabia que ele gostava, falava sobre planos futuros, sobre ter um momento só nosso depois que o corongah passase, sempre tentei dar o meu melhor e ate hj não entendo)
e vem a parte foda, Gabi chamou eu e a trix para ir na casa da pessoinha dando a desculpa de "ele me falou que tava muuuito triste e resolvi juntar nós 3 para ir lá" e não vi problema pois eu confiava de olhos fechados. Mas no dia a minha amada mãe não deixou e então só foram a trix e a gabi.
Eu fiquei muito triste em casa, porquê eu queria ver a pessoinha, fiquei deitada o dia todo assistindo videos pra tentar esquecer um pouco, fiquei mechendo em algumas redes sociais e depois eu entrei no zap como quem não quer nada e fui ver o status do povo. Até que a pessoinha postou mais de uma foto com a Gabi, andando de skate, abraçados e gravando gifs, pra mim foi a gota d'água, eles estavam próximos até demais des das brigas que agt tinha. Chamei ele e pedi pra terminar, ele aceitou super de boa e tivemos um termino saudável. Terminei por conta da minha intuição que graças a Deus não falhou e ficou martelando na minha cabeça até eu pedir esse termino porquê eu SABIA que tinha alguma coisa errada ali
No outro dia Gabi veio me chamar aqui no portão, não respondi nenhuma das mensagens dela pq tava chateada, ela sabia da minha situação com ele e não teve um pingo de respeito com a minha pessoa ela poderia ter pensado duas vezes antes de ir na casa do "melhor amigo" sem a NAMORADA dele. ela chamou e chamou, viu que eu não ia atender e foi em bora, achei que teria um momento de paz mas estava enganada, Gabi subiu com a irmã dela e me chamou no portão, eu com a minha inocência achando que era só a irmã dela me chamando pra me pedir alguma coisa atendi e estava a irmã da gabi e a gabi na frente de casa, e ai a irmã dela me disse as seguintes palavras:
" olha julinha, eu ja acabei muitas amizades por causa de macho, a gabi nunca teve intenção com ele, ela sabe que você gosta dele, a única pessoa que deve ter intenção é aquela sua amiga trix, então fica de olho nela e não na gabi, por quê com certeza a trix vai trair a sua amizade com ele" e bom, hoje a irmã dela que me disse isso arrastou a cara no asfalto. Não foi a trix que ficou com o meu ex e sim a Gabi.
Eu no momento não revidei, eu estava triste, com o coração partido, não consegui pensar então só escutei. A irmã da gabi continuou falando mais algumas merdas e desceu pra casa dela e eu fiquei la fora conversando um pouco com a gabi só pra dizer que eu "não estava com raiva" depois dei a desculpa que ia tomar banho e entrei para casa.
No outro dia, a gabi me manda esse texto:
"Boa noite,mano quero falar uma coisa talvez isso destrua nossa amizade mais foi inevitável. Então é o seguinte eu e a pessoinha estamos gostando um do outro e sério eu juro que eu achava que era paranoia mais não é julinha eu realmente gosto da pessoinha? Não sei como isso aconteceu assim rápido e eu sei que vc tá triste com o término de vcs é seria uma filha da putagem eu pegar ele depois de vc pq eu sei que ninguém apoiaria,eu seria chamada de talarica e tudo mais,mas na verdade eu não escolho quem eu amo,nunca escolhi e sério eu espero mesmo que vc entenda,meu maior medo é perder sua amizade pq eu te amo infinitamente vc sempre será minha melhor amiga e me desculpa por isso tá? Sério eu evitei mais acabei descobrindo que ele também está sentindo um sentimento por mim,olha não fica brava ou se ficar desculpa sério eu espero que vc entenda boa noite."
E eu puta da cara revidei com esse:
"Olha eu realmente não queria terminar assim mais vc deu um PUTA vacilo comigo pq isso n é coisa q amiga se faz sabe? Nossa amizade já durou anos e eu nunca fazeria isso com alguem q vc gostasse como exemplo o Carls, e sobre isso de "o coração n escolhe qm ama" vc poderia ao menos ter se afastado dele pra tentar afastar esse sentimento ao invés de se aproximar, mas vc resolveu ser mais intima e deu nisso Por favor, eu não quero q nem vc e nem a sua irmã venha no meu portão flando q a nossa amizade n pode ser destruida por causa de macho pq eu sei bem q se fosse cm ela ela faria a msm coisa. Por favor não fala mais comigo."
Depois a gabi tentou voltar falar comigo, mandando meu numero para uma amiga dela falando que ia se [email protected], que estava tendo crises de ansiedade frequentes e tendo pesadelos comigo, mas pra outros ela estava falando que tava feliz, que conseguiu pegar o menino que ela tanto queria. Ai ai essa gabi viu.
A pessoinha não sai como gente boa também, ele e a gabi tiveram umas dr por ela querer terminar com ele por minha causa e a pessoinha começou a desabafar com a trix e praticamente jogando a culpa em mim, dizendo o porquê de eu existir e o porquê de eu ter entrado na vida dele. Sem contar que ele vive falando que "todos so entendem o lado dela, e nunca o meu", namoral isso é coisa que se faça???
Hoje eu estou escrevendo aqui com o meu coração partido vendo que a pessoinha que eu ainda amo com a minha ex melhor amiga e a menina que se denominava minha melhor amiga com o meu ex.
desejo o melhor pra eles e que os dois vão tomar no meio do cu.
bom... essa é a parte 1, a proxima talvez pode ter prints? E mais detalhes?
luba espero que tenha gostado da minha desgraça pq agr eu sou chamada de corna na família :(
Caso tenha duvidas, faça perguntas eu irei responder numa (talvez) parte dois.
Beijos te amo <3
submitted by julinhapikada17 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.18 09:21 vivir66 Follow me on Twitter, me sigam lá - @Vivi_R66

twitter.com/Vivi_R66

EN

I love games, audiovisual and languages, even though I only know well these two so far :P I am working as a Translator EN to PT-BR and Video Editor, feel free to talk about anything if you feel my take or help would be worth it for you or even if you feel I am wrong about something. Talking to passionate people about whatever subject they enjoy is my favorite pastime.

PT-BR

Amo jogos, audiovisual e línguas, apesar de só ter aprendido bem essas duas até o momento :P Eu trabalho como Tradutor Inglês-Português e Editor para youtube, sinta-se livre para me mandar qualquer coisa se você achar que minha perspectiva ou ajuda valeria algo para você. Falar com pessoas entusiasmadas pelo assunto qualquer que elas amam é um dos meus passatempos preferidos.
Youtube em Português sobre Jogos Mobile: Canal Cabeados aceito qualquer tipo de feedback, vlw se visitarem!
submitted by vivir66 to u/vivir66 [link] [comments]


2020.05.06 03:31 fritando Hermitcraft on Brazil!

Hermitcraft on Brazil!
Hi! I really would like a brazilian hermitcraft community, and I wish some help. So, If you are from Brazil, and love Hermitcraft, like me, I want your help!
I was thinking in a Twitter unofficial account, a sub-reddit and maybe a facebook group. If we be ambicious, a YouTube channel can be cool too!
We will post memes, news, translate some tweets, make a thread talking about what happened in this week (as like the YouTube channel "‎Hermitcraft Recap - a show by fans for fans", and some other things.
We may work on portuguese subtitles for the hermit videos, to grow up our community in Brazil.
If you are from Brazil, you certainly remember "A Era do Futuro" when you think in HermitCraft.
Personally, I just watch Mumbo and Grain Grian's series, so more people working on this project means faster content.
I don't use too much reddit (almost never), so, if you are interested, please send a Direct Mensage to my twitter account: @ leonimeunomi (without the space, oubviously). Twitter, these days, is very buggy, so you can join the Discord server. The preference is the Discord.
My name is Leoni, I'm 14 years old, I love HermitCraft and I'm from Brazil. Thank you all, guys!

Oi! Eu realmente gostaria de uma comunidade brasileira de Hermitcraft e gostaria de ajuda. Então, se você é do Brasil, e ama Hermitcraft, como eu, quero sua ajuda!
Eu estava pensando em uma conta não oficial do Twitter, um sub-reddit e talvez um grupo no Facebook. Se formos ambiciosos, um canal do YouTube também pode ser legal!
Vamos postar memes, notícias, traduzir alguns tweets, falar sobre o que aconteceu nesta semana (como o canal do YouTube "Hermitcraft Recap - a show by fans for fans") e outras coisas.
Podemos trabalhar em legendas em português para os vídeos de Hermitcraft, para crescer nossa comunidade no Brasil.
Se você é do Brasil, certamente se lembra de "A Era do Futuro" quando pensa no HermitCraft.
Pessoalmente, eu só assisto as séries do Mumbo e do Grain Grian, então mais pessoas trabalhando neste projeto significa conteúdo mais rápido.
Eu não uso muito reddit (quase nunca), então, se você estiver interessado, envie uma mensagem direta para minha conta no twitter: @ leonimeunomi (sem o espaço, obviamente). O Twitter ultimamente tem estado bem bugado, então você pode entrar no servidor do Discord. A preferência é o Discord.
Meu nome é Leoni, tenho 14 anos, amo HermitCraft e sou do Brasil. Obrigado a todos, pessoal!
https://preview.redd.it/5duqimgmp1x41.png?width=760&format=png&auto=webp&s=34d11e52b3fb1b03ed2835d848a1bcb910153166
submitted by fritando to HermitCraft [link] [comments]


2020.05.04 15:23 lvsbtt não sei lidar com sua falta

desculpa pelos erros de português, não sou bom escrevendo. mais uma vez estou aqui escrevendo sobre você, afinal você é a unica coisa em que eu penso.
já faz um bom tempo que não estamos mais juntos, acho que já era pra eu ter superado, afinal você já superou e tá feliz desse jeito, mas não foi oq aconteceu.
sinto falta de sentir que importo pra alguém, que sou relevante e que alguém me ama, sinto falta de acordar animado pra falar com você e sentir o frio na barriga toda vez que você chegava em casa, sinto falta daquele beijo que só dava certo de um lado e dos filmes da disney que eu via com você.
tem dias que eu acordo um pouco melhor, sinto que estou bem e que as coisas vão começar a melhorar, e aí você me manda mensagem, vejo uma foto sua, tenho que abrir a porta do armário onde estão todas as coisas que você me deu, ou até minha mãe vem perguntar se a gente ainda se fala, e aí eu desabo.
sinto um aperto no peito, um sentimento de vazio, uma dor inexplicável, minha autoestima vai la embaixo, minha vontade de conquistar o mundo some e eu me sinto um nada, incapaz de lidar com meus sentimentos, e só tenho vontade de deitar na cama e chorar até dormir.
não sei explicar oq eu sinto, ainda te amo mas sei que é algo impossível de acontecer, você já não me ama faz tempo e as coisas não estão nem perto de como eram antes.
eu sei lá, queria apagar todas as nossas memórias e tudo que aconteceu da minha cabeça pra não sentir mais isso, mas acho que não é algo possível.
estou tentando me ocupar, estudando muito, tentando ser melhor no trabalho e to aprendendo inglês, mas tá difícil me manter motivado, já faz uma semana que eu não faço meus exercícios e voltei a comer pra preencher esse vazio que eu sinto, sei lá oq vai ser de mim.
ia postar em uma conta anônima mas vc iria saber que fui eu, então se você ler não se preocupe comigo, vou ficar bem, só não sei quando.
sinto sua falta, minha princesa.
submitted by lvsbtt to desabafos [link] [comments]


2020.05.04 03:00 Gamya_Juh Isso é realmente uma fase?

É, eu sou mais uma adolescente, tendo crises existenciais, não sei se é uma "simples" crise, mas ok, você poderia dizer oq vc acha da minha história...se isso vai passar ou se eu deveria fazer alguma coisa a respeito, enfim vou contar.
Oi! Eu tenho 14 anos, desde os meus 6 anos eu tenho dificuldade em me socializar com as pessoas ao meu redor, eu me acho estranha o suficiente para não merecer nenhum amigo, eu não sei as vezes eu prefiro ficar sozinha mas não me sentir só, não se te faço entender, mas pra mim ficar com as pessoas por muito tempo..me deixa triste e desconfortável, então prefiro ficar sozinha, e aí é o problema, se eu fico sozinha eu penso muito merda, tipo demais, aí eu não sei oq fazer, pois não me encaixo em lugar nenhum, eu só fico perdida, sem saber oq fazer.
Eu tenho um problema de coluna, escoliose, um desvio na coluna vertebral, como se fosse um (S), e isso as vezes enche minha cabeça, com os pensamentos "pq logo eu?" "Pq eu não nasci normal?" "Eu me odeio", minha mãe vive falando "tem pessoas com problema muito pior q o seu, mas isso não faz seu problema ser pequeno" eu não sei pq ela fala isso, com o propósito de me ajudar? De ver q eu sou tão inútil e egoísta por não pensar nos outros? Mas oq eu posso fazer se for isso? Não tenho como fazer nada pelas outras pessoas e nem ela por mim, ela falar isso só me faz sentir ainda pior, VC já deve ter percebido q eu sou uma pessoa bem pessimista e negativa, acho q por isso eu afasto as pessoas de mim, ninquém quer alguém assim por perto. Sabe as vezes eu me acho muito estranha, uma hora estou triste e outra hora estou pulando de alegria perto dos meus pais, e depois volto a ficar triste, e as vezes eu só fico triste mesmo.
Minhas dúvidas Muitas vezes já me perguntei se tenho Depressão, e essas coisas, na vdd as vezes eu acho q tenho um monte de doenças mentais, mas nunca tenho certeza de nada, não tenho ninquém para tirar minhas dúvidas, minha mãe sempre fala q ela tá ali pra mim, mas eu sei q não posso contar tudo pra ela, é complicado, ela já me trata como uma criança agora q ela já sabe de algumas coisas q contei, e q me arrependo de tudo q falei, pois não ajudou em nada! Absolutamente nada! Não me sentir melhor nem nada, acho q foi meu pior erro, mas pelo menos eu tentei, ela já me levou para um psicólogo q não ajudou em nada( na verdade eu não queria desabafar indo pro psicológo, eu só queria saber se tinha Depressão ou não, pra acabar de vez com essa dúvida). Não me orgulho do q vou falar mas já me cortei, e tá quase fazendo um ano q eu fiz isso, e sinceramente, queria voltar a fazer, mas isso séria ruim pra ela, pq ela iria perceber, e prometi q não faria isso de novo, mas já fiz depois da promessa então esquece, sabe, essa parada de se cortar pode não ajudar em nada do q tô passando mas....isso me alivia um pouco, eu gosto de ver, é viciante, é fascinante.
Minha família Sabe as vezes eu acho q não mereço eles e as vezes eu queria só nunca ter conhecido, sabe no geral eles são bons pra mim, como já disse não acho q mereço pais tão bons, minha mãe sempre quer o melhor pra mim e meu pai tbm, nunca me faltou amor e carinho dos dois, e por isso acho q não mereço eles, tem tanta gente sem os pais no mundo, tanta gente melhor q eu, q realmente merecia a viver os melhores momentos com pais carinhosos e cuidadosos, me sinto ingrata por reclamar de tudo, uns anos atrás minha mãe dizia q eu reclamava demais, então eu parei de fazer isso perto dela, talvez não foi a escolha certa, vendo q agora guardo tudo pra mim. Meu pai sempre bebeu muito, e quando ele fica bêbado me dá nojo, eu só quero sair do lugar, mas eu sei q se eu sair, alguma coisa ruim pode acontecer, tipo uma briga entre ele e minha mãe, no q eu iria ajudar se isso acontecesse? Não sei mas pelo menos eu poderia evitar isso, sério é perturbador ficar no quarto sozinha, e é só ouvir um barulho diferente na sala ou eles aumentarem o tom de voz, o coração disparar e ficar com medo sempre! As vezes eles só estam rindo de alguma pisada e eu acho q eles já estão brigando. Todas as vezes q meus pais brigam é por causa do meu pai q fica bêbado e faz merda, eu já falei pra minha mãe, q eu já teria me separado a muito tempo dele, minha mãe por alguma porra de motivo contou isso pra ele, e ele ficou chateado comigo por um tempo, mas ainda sim não me arrependo e nem mudei de ideia, uma briga q tiveram q pra mim foi a gota d'água! Estava eu, meu irmão, meu pai, minha mãe e mais 2 pessoas no carro, meu pai estava dirigindo e fazendo gracinha e zig zag na pista, minha mãe ficou pt e tava gritando pra ele parar e xingando ele e talzs, aí meu pai deu dois tapa na cara dela, aí eu gritei pra ele parar e começei a chorar, ele mandou calar a boca, e eu parei, lembro disso como se fosse ontem, fiquei com tanta raiva do meu pai q só queria q ele sumisse e nunca mais voltasse, todas as vezes q eles brigam é na nossa frente, não é por querer, mas acontece, acho minha mãe muito boba de não se separar, a vida é dela então fds, se ela quer ficar com ele assim seja, mas quando ela chora sou eu q tô lá pra ela, sempre, infelizmente eu e meu irmão q sofremos com isso, já q é tudo na nossa frente, não sei oq meu irmão pensa disso tudo, é mais novo q eu, acho q ele não liga muito pra isso, mas sla, ele é mais na dele e talzs.
Portugal Eu vim pra cá no início de 2019 e foi um caos, minha mãe ficou ausente por uns 4 meses, pois ela tinha 2 empregos e precisava trabalhar para nos sustentar aqui, já q viemos eu, meu irmão e ela primeiro, depois viria meu pai, acho q isso deu brecha pra eu me isolar ainda mais, meu pai tentou vir pra cá em Abril de 2019, mais ele foi barrado e levado de volta pro Brasil, choramos muito, pois iria ser uma surpresa pra mim e meu irmão, só minha mãe e a minha família no Brasil sabia, eu reparei no dia, minha mãe estava estranha, no final da noite ela nos contou q ele foi reportado, choramos um monte, acho q nunca fiquei tão perdida na minha vida, eu não sabia oq iria acontecer, se voltaríamos ou se iríamos tentar de novo, enfim meu pai conseguiu embarcar de novo em julho, e foi a surpresa do meu aniversário, foi muito bem ver ele, não estava acreditando q era real, enfim chorei um monte, depois de um tempo, meu pai sempre reclama, quando bebia, de saudades do Brasil, dos amigos dele dos irmãos (ele só ficava na rua bebendo, minha mãe não aguentava mais, e pra salvar o casamento deles, ela decidiu vir pra cá, ficou um tempo guardando dinheiro, largou o emprego e viemos pra cá) isso me preocupa, pois tenho medo de ele ficar deprimido e essas coisas, enfim, aqui em Portugal eles fizeram amizade com um casal q bebe muito tbm, e pra "socializar" minha mãe, q não bebia muito, começou a beber, e antes ela ficava preocupada, com meu pai bebendo, e essas coisas, agora parece q esse papel ficou pra mim, pois os dois estão bebendo (acho q ela viu isso uma oportunidade de ficar mais com meu pai) e sério, eu com a mente q eu tenho, com as merda na minha cabeça, vai ser uma preocupação "normal"? Não mesmo cara, toda vez q eles bebem, nem q eu fique a noite inteira observando eles sem fazer nada eu amo durmo, afinal não consigo mesmo, agora sinto nojo dos dois, mas ver minha mãe nisso é muito estranho, sabe quando parece q a pessoa é tão forçada q dá preguiça de ficar perto? Então é isso q sinto, tô tentando mudar isso, tacar o fds nesses dois e fds tudo, mas é difícil cara, é contrangedor ficar com meus pais quando estão perto do seus amigos, fazem umas piada q meu deus, enfim, se vc leu até aqui, tu sabe da minha vida toda kkk e me diga oq vc acha disso tudo, se tem erro de português me desculpe e desculpa por dizer tudo isso, queria fazer como se eu tivesse falando tudo pra um amigo mesmo, bem...ah! Se vc acha q eu consigo mudar alguma coisa, se tem alguma forma de mudar, comente aí, algum conselho, e....
Obrigada por ler!
submitted by Gamya_Juh to desabafos [link] [comments]


2020.04.27 07:29 BrnNick O certificado CELTA vale a pena pra dar aulas de Inglês?

Title basically
Eu tenho 18 anos e atualmente estou cursando licenciatura em Letras - Português e Inglês e quero ser professor de qualquer um dos dois eventualmente já que eu amo a citada profissão (nunca tive contato muito direto com a mesma e tudo que sei sobre a experiência de trabalho vem de amigos professores então talvez eu seja iludido) e recentemente fiquei sabendo de um curso preparatório chamado CELTA (Certificate in Teaching English to Speakers of Other Languages) que aparentemente te dá mais preparo e um boost no currículo (Tem um certificado de Cambridge) para dar aulas de Inglês em escolas especializadas.
Eu tenho bastante interesse no curso mas ele é meio caro e apesar de ter condições de pagar precisa valer muito a pena porque não é sempre que se tira 4k do bolso pra estudar.
Sei que geralmente quando se trata da área de educação (não acadêmica) experiência conta bem mais do que 'onde' e 'o que' você estudou então se alguém que trabalha como professor de inglês puder me responder: Vale a pena fazer esse curso? A área de ensino de línguas tá muito saturada? Compensa ir atrás de escolhinhas de línguas enquanto não termino minha graduação?
Informações que talvez sejam relevantes para as respostas: O curso é da Seven Idiomas mas também posso fazer na cultura inglesa, só que é mais caro moro em São Paulo e sou fluente auto-didata em Inglês (então apesar de fazer quase tudo no idioma por texto meu sotaque no Speaking ainda lembra um vietnamita um pouquinho, mas nada que não se resolva com muita prática).
submitted by BrnNick to brasil [link] [comments]


2020.04.22 17:07 gabrielta92 "A gente não quer só comida, a gente quer comida diversão e arte..." já cantava os Titãs.

A gramática diz que os pronomes pessoais do português são:
RETO OBLÍQUO ÁTONO OBLÍQUO TÔNICO
eu me mim, comigo
tu te ti, contigo
ele, ela se, o (-lo, -no), a (-la, -na), lhe si, consigo, ele, ela
nós nos nós, conosco
vós vos vós, convosco
eles, elas se, os (-los, -nos), as (-las, -nas), lhes si, consigo, eles, elas
O que muitas gramáticas não dizem é que se você falar seguindo rigidamente a tabela acima, seu português vai soar formal demais, até mesmo meio arcaico, e certamente vai chamar a atenção dos outros.
Então, repara só:
  1. O pronome eu (muito raramente) e nós podem ser expressos através da locução pronominal a gente. É muito comum em todo a Brasil tanto em conversas formais e informais. Então não tenha medo de usá-la, só tome cuidado com a conjugação do verbo: "a gente vive" e não "a gente vivemos";
  2. O pronome tu divide as funções do seu cargo com o pronome você. As duas palavras são usadas no Brasil inteiro, porém atente-se que em certas regiões uma é mais usada que a outra e vice-versa. Com relação a conjugação dos verbos, você segue a regra da terceira pessoa do singular: "você vive", já tu também segue a mesma regra, no entanto é considerado errado: "tu vives" vs. "tu vive". À guisa de curiosidade, você é uma evolução do pronome de tratamento vossa mercê\*, que passou por muitas evoluções até chegar à forma atual e a tendência é que continue evoluindo;
  3. Vós e vos não são mais falados no Brasil e em substituição se falam vocês, plural de você. A conjugação dos verbos nesse caso segue a regra da terceira pessoa do plural: "vocês vivem" e não "vocês viveis".
  4. Os pronomes oblíquos átonos o, os (-lo, -los, -no, -nos), a, as (-la, -las, -na, -nas) são cada vez menos usados na fala. Em seu lugar, os pronomes retos ele, eles, ela e elas ganham força, embora a gramática considere errado: "eu a amo" vs. "eu amo ela";
  5. Com reação aos pronomes oblíquos tônicos vós e convosco, seguem a mesma linda do ponto 3. Os demais são usados normalmente, mas é fácil encontrar "mais eu" no lugar de comigo, "com você" no lugar de contigo, "com a gente" no lugar de conosco, e "com vocês" no lugar de convosco.
  6. Por fim, não podemos deixar de fora, os pronomes de tratamento o senhor, os senhores, a senhora e as senhoras. São bastantes usados no Brasil para se dirigir respeitosa ou cortesmente a outras pessoas, num contexto "de inferior para superior". Os verbos seguem a conjugação da terceira pessoa no singular e plural: "o senhor vive" e "as senhoras vivem".
:)

*vossa mercê > vossemecê > vosmecê > vomecê > voncê > VOCÊ > ocê > cê
submitted by gabrielta92 to Portuguese [link] [comments]


2020.04.16 23:01 PiboOperdido Um desabafo sobre o que aconteceu comigo durante meus 11 a 15 anos.

Bem, vou começar me apresentando um pouco, tenho 15 anos quase indo para meus 16 anos de idade, tenho poucos amigos, alguns falam tímido, mas sou quieto por certos motivos que vou falar durante o texto, bem chega de enrolação, quero desabafar um pouco sobre como foi minha vida na fase sombria e como ela está agora, si é que tem diferença.
Durante meus 11-12 anos achava que tudo tava indo bem no colégio, eu era da bagunça dia sim e dia não, minha notas eram uma montanha russa, subia e descia drasticamente, mas havia algumas reclamações sobre meu comportamento e notas, recebia belos castigos por conta disso, não físico, mas o meu psicológico ficava abalado, minha mãe sempre foi nervosa, atualmente nem tanto, mas de um modo geral ela sempre é, por conta disso tinha que ouvir uma cachoeira de reclamações com raiva e decepção na voz dela, e isso, me deixava pra baixo. Teve um dia no colégio que simplesmente olhei pros lados de uma forma mental, e vi que tinha perdido diversas amizades, e isso me deixou mais pra baixo ainda.
Durante meus 12-13 anos, tive crises de choro, todas as vezes foram no colégio, elas tinham nenhum motivo aparente, mas eu sabia que tinha algo. Meu diretor perguntava o que havia acontecido, mas eu nem sabia o que responder, isso nunca chegou aos ouvidos da minha mãe, não me pergunte o porque, simplesmente não sei.
Durante meus 13-14 comecei a ser zoado, '' cabeção '', '' japa '' um apelido que comecei a gostar, '' abre o olho japonês '', '' pinto pequeno '' e etc, isso me deixava um pouco triste mas nunca cheguei a reclamar, eu fiquei com os bagunceiros pra ver se meu animo melhorava, foi meu grande erro. Um dia fui brincar com eles e tive a bela surpresa de ter minha cabeça prensada na parede, aquilo me deixou em choque, assim como os telespectadores que não fizeram nada, só o professor fez algo. Depois daquilo nem conversei com eles. Tive um termino de namoro, ela disse que estava carente, mas não necessitava de um relacionamento, aquilo me deixou confuso e pra baixo, mas entendi e nem toquei mais no assunto, tenho o whatsapp dela até hoje, mas nunca mais falei com ela.
Agora durante meus 14-15 foi o ápice, fiquei isolado, não falava com ninguém exceto quando tinha trabalho em grupo, já que era obrigado a cooperar, falava apenas com alguns amigos próximos. Fui iludido, '' ha, decepcionante pela minha parte, ter sido iludido uma vez, agora uma segunda? '' eu pensei. Era uma garota de aparência bela, tirava notas boas e era amigável, temos '' amizade '' até hoje, si é que ela pensa assim, eu mesmo me questiono. Tive pensamentos de ser um inútil, um filho decepcionante, um amigo descartável. Pensei até mesmo jogar tudo pro alto e descansar.
Bem, vamos para os dias atuais, vou falar sobre certos acontecimentos que estou levando até hoje também.
Hoje em dia faço terapia, isso me estabilizou de novo, mas sinto que está começando a perder o efeito novamente.
Meu amigo cara1, vou chamar ele assim, ele disse que não gostava da garota do 14-15, e no finalzinho do ano descubro que ele gostava dela também, tanto que ele me disse: ela já iludiu o cara2 por 3 anos. Isso me deixou magoado, tanto que quando ela vinha conversar comigo, ele vinha logo 2 minutos depois, ou sempre puxava assunto com ela quando estavamos conversando, atualmente ele não gosta dela, mas questiono um pouco sobre nossa amizade. Será que se a gente gostar da mesma garota novamente ele não irá me passar a perna, digo, falar mal de mim pelas costas? Por isso duvido um pouco antes de contar algo. Eu sei que é algo bobo, mas eu penso sobre isso.
1 mês atras eu e minha mãe tivemos uma discussão que me fez duvidar se ainda confio, amo e me importo com ela, ela simplesmente jogou a minha fase sombria, notas e timidez na minha cara, e aquilo doeu, muito. Liguei pro cara1 tentando ver se ele me acalmava de uma certa forma, funcionou um pouco, mas não o suficiente, desliguei e fui dormir. Depois do acontecimento trato ela normalmente, mas no fundo, sinto rancor do que aconteceu. Se um dia eu tiver a chance de retribuir, possivelmente de forma inconsciente irei fazer isso, já que, quando fica guardado no coração, aquilo não sai, pra mim eu digo, principalmente quando é de um parente.
Penso em ter um relacionamento novamente, eu tentei ter um, mas acabou não dando certo porque tive medos, então EU terminei, fiquei zangado comigo mesmo, tentei pedir desculpas pessoalmente mas não consegui por vergonha. Mas, uma parte de mim diz que ainda posso tentar novamente, já a outra me diz que não, e que isso acabará mal para ambos os lados.
Quando eu e o cara1 fomos jogar League of Legends, ele chamou o cara3, jogamos eu estava de Aatrox contra uma Cassiopeia, eu feedei por conta da Cassio ser Bronze I e eu mal comecei a jogar League, e o cara1 me disse: Porra?! Como você apanhou pra uma Cassiopeia jogando de Aatrox?! Fiquei um pouco envergonhado, o cara3 nem comentou nada, só jogou o jogo dele. Depois que terminou eu sai. 2 dias depois fui jogar com o cara3, ele era Gold IV, então eu cai contra um Diamante V no top, a diferença foi clara, ele começou a me xingar, tava tomando pick-off, não wardava, não ia nos objetivos por conta da pressão e mesmo assim me xingava, depois ele saiu da partida, e demos surrender, ele me bloqueou, fiquei puto e frustado, fiquei uma semana sem jogar lol por conta disso. Ainda converso com eles, mas, com pouca frenquência.
De modo geral, estou preocupado se ainda terei amigos, se minha mãe vai, um dia, sentar e conversar comigo, e se um dia poderei me relacionar de novo, já que, muitos se relacionam por status. Esse é meu desabafo, desculpe por ocupar seu tempo, tenha um bom dia.
PS: Talvez tenha erros de português, muitos até.
submitted by PiboOperdido to desabafos [link] [comments]


10 Maneiras de dizer 'Eu te amo' em Inglês - class #8 ... ROBLOX-ME VESTI DE INSTAGRAM NO TOWER OF HELL! Como Se Diz Eu Sinto Falta de você em inglês Marcos Jones - YouTube 'Eu amo você!' - YouTube Sinais de Libras EU AMO VOCÊ 🤟🏽 - YouTube Tchau galera... EU AMO VOCÊS - YouTube MEU CELULAR CAIU DA MONTANHA RUSSA??? VLOG USA #2

João 15 NVT Bíblia YouVersion

  1. 10 Maneiras de dizer 'Eu te amo' em Inglês - class #8 ...
  2. ROBLOX-ME VESTI DE INSTAGRAM NO TOWER OF HELL!
  3. Como Se Diz Eu Sinto Falta de você em inglês
  4. Marcos Jones - YouTube
  5. 'Eu amo você!' - YouTube
  6. Sinais de Libras EU AMO VOCÊ 🤟🏽 - YouTube
  7. Tchau galera...
  8. EU AMO VOCÊS - YouTube
  9. MEU CELULAR CAIU DA MONTANHA RUSSA??? VLOG USA #2
  10. eu te amo em LIBRAS - YouTube

Cara, parece que foi ontem que eu criei esse canal, eu pensava que por ser focado em shipps flops, eu também seria flop, MAS VOCÊS ME SURPREENDERAM MAIS UMA ... pra quem acha q é um simbolo demoniaco ,isso significa eu te amo em libras Significa 'eu amo você' na língua de sinais. A expressão é representada pelas letras ILY, de 'I Love You' em inglês. Olááá, pessoal!!! Vamos ver algumas formas de dizer a alguém que você o(a) ama em Inglês? Website: http://www.privateteaching.com.br Instagram: http://instag... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Meu nome é Nienke e eu amo Fazer Vídeos! Sou uma Holandesa que se apaixonou pelo Brasil e pelo seu povo. Estou aprendendo português e em breve estarei me mudando para São Paulo. Eu amo vocês em qualquer momento, eu vou voltar ok, mas não pense haters que vocês conseguiram porque não vou me matar por vocês! Eu vou voltar. 🐻Eu gravo em um notebook ===== 🐻Eu não posso adicionar vocês em amizade no roblox, porque ele tem o limite de 200 amigos! E somos muitos mais do que isso, e é muito injusto eu aceitar uns ... 10 Maneiras de dizer 'Eu te amo' em Inglês - class ... VOCÊS em inglês ... Aprender Inglês Dormindo 130 Frases essenciais em inglês americano áudio em inglês português ... Gente, esse é o Islands of Adventure da Universal Studios Resort Orlando, um parque radical que eu amo e que tem a montanha Russa do Hulk que além de muito legal dá um medo enorme na gente, eu ...