Amor da Ásia

É com muito amor e gratidão que compartilho nos posts a seguir a minha mágica e emocionante viagem a tão sonhada Ásia. Estive com meu marido em novembro de 2015 no continente asiático pela primeira vez em nossas vidas e visitamos os países que estavam na nossa #bucketlist desde a lua de mel, TAILÂNDIA E CAMBOJA. África é destino interessante para investimento da Ásia, diz reitor 'Apesar da pandemia de Covid-19, as oportunidades de investimento continuam a abundar em África', disse o reitor do ... O amor de Deus chega até à cordilheira dos Himalaias. A Ásia tem uma população de cerca de 4,5 bilhões de pessoas, o que corresponde a 60% da população mundial. Como o continente tem o maior número de países, existem milhares de idiomas, incluindo dialetos de todos os países. Ásia Nas Escrituras Gregas Cristãs, nome da província romana que incluía a parte oeste da atual Turquia e algumas ilhas costeiras, como Samos e Patmos. Sua capital era Éfeso. Amor da Vida is exceptionally good value for money with its beautiful setting and fabulous location. The vibe is a great mix of feeling at home while on holiday. I loved the firm bed, crisp sheets, hammock, and privacy. Pippa the rescue pooch's presense is a lovely bonus to a perfect getaway in Port Elizabeth. A Igreja Pentecostal Deus é Amor foi fundada dia 03 de Junho de 1962, pelo Missionário David Martins Miranda; visto que a data foi reveladas ao fundador, pelo Espírito Santo. Ásia – Igreja Pentecostal Deus é Amor 6. El amor de Dios protege. En su amor, Dios te protege como un ave cuida de sus crías y las protege de los peligros del mundo. 7. Jesús dio todo. Jesús dejó toda su gloria en el cielo y sufrió mucho por amor a ti. Jesús consideró que todo eso valía la pena porque te ama. El amor de Dios te da mucho valor. AsianDating é parte da já bem estabelecida rede Cupid Media, que opera mais de 30 respeitáveis segmentos de sites de relacionamento. Com o compromisso de unir solteiros ao redor do mundo, trazemos a Ásia até você. Da Ásia com amor Crazy Fox Lady. 19 de Outubro de 2017 / Andreia Alves Duarte / 1 Comentário. Ainda por explorar — e, dependendo de mim, para sempre assim ficará porque a preguiça é o meu pecado capital — a minha genealogia inclui, certamente, um parente que me garantiu uma costela egípcia. Estou certa disto, embora sem provas.

Aedes Aegypti participa as eleições de 2020 como vice, mas se vê decepcionado com Dona Naja

2020.07.13 22:27 Furao_do_mato Aedes Aegypti participa as eleições de 2020 como vice, mas se vê decepcionado com Dona Naja

Aedes Aegypti (Sem partido),decide criar um novo partido e empreender uma companha com seu novo grupo contra o Partido das Najas Picadoras de Caras (PNPC), o Partido Ambientalista Radical (PAR), a fim de evitar que outros animais, assim como ele, sejam trazidos de forma ilegal para o Brasil, algo que Naja não cumpriu em suas campanhas.
Naja, considerada por seus colegas de partido como revolucionária e de temperamento forte, foi levada até Brasília como espécie de estimação, mesmo sendo tipicamente selvagem e estrangeira, onde teve que rapidamente se adaptar junto seus companheiros, atuais secretários e filiados ao movimento PAR. Entretanto, apesar de ter gostado da nação tupiniquim, ela ainda tinha sentimentos de repulsa por o humano que a trouxe para cá e, em uma medida de revolta, acaba o mordendo e libertando todos os animais que estavam na casa com ela, humano esse que se tornou seu principal secretário. "Ela picou minha cara, mas tudo bem, que poderia imaginar isso? É só uma desavença interna" diz o secretário do partido.
Logo após esses eventos, Naja entrou em contato com as embaixadas dos países asiáticos para obter cidadania e direito de permanência para ela e todas as amizades feitas até ali na América reconhecidas, onde entrou em contato com Aedes Aegypti, um mosquito tradicional da região entre a África e a Ásia menor trazido durante o período da colonização portuguesa; e, após uma série de conversas (com intenções amorosas até) os dois decidiram montar o PAR como forma de proteger as espécies indefesas vindas do estrangeiro, objetivo que D. Naja negligencio até o momento.
As pretensões do movimento PAR estiveram em discussão, porém eles já estão certos de que os principais programas envolveram: o fim da pobreza pelo assistencialismo; auxílio para linhas de créditos a microempresários; a valorização do meio ambiente, com parceiras japonesas e norueguesas para reciclagem e extração de energia e gás natural do lixo, além da manutenção e autonomia das terras indígenas para a preservação de áreas consideradas de risco como o cerrado, a mata atlântica e a famigerada floresta amazônica; mas, para a área acadêmica, ainda há divergência, já que a ala ligada ao Tubarôncio pretende focar em valorizar as áreas de retorno imediato como a saúde e a engenharia química, enquanto a ala ligada ao Aegypti pretende focar os recursos no ensino infantil e releitura da BNCC para equipar escolas públicas a privadas, entretanto ambos concordam em estimular programas bilaterais de intercâmbio.
As desavenças com Dona Naja foram grandes e constantes, desde sua escolha para vice-presidente quando nutriam uma relação de amor e ódio a respeito de sua proposta. "Eu sempre tive emoções intensas, divergíamos de várias formas diferentes, principalmente na área social. Me mudarei de partido, mas ainda serei o vice dela e ela terá que me aturar em sua 'casa'" diz Aegypti enquanto tenta esconder marcas de dentes em seu rosto.
Muitas das críticas ao PAR em relação ao PNPC vieram de promessas mal cumpridas em relação a antigas promessas da eleição, dentre elas, o fim da estabilidade das onças, a redução do seguro-emprego para funcionários de madeireiras e o aumento exorbitante da guarda ofídica, grupo associado a uma antiga ditadura que saiu do poder pouco mais de 30 anos.
O partido ainda é muito recente, mas o futuro dele parece promissor em relação ao contexto geopolítico atual. Serão eles capazes de mudar o Brasil de Naja?
submitted by Furao_do_mato to NajasPicaramMinhaCara [link] [comments]


2020.06.28 07:59 jeduardooliveira Algumas curiosidades das eliminatórias das copas do mundo - Parte VIII

Outras partes: Parte I Parte II Parte III Parte IV Parte V Parte VI Parte VII
1970
- Haviam 132 federações filiadas à FIFA. Dentre estas, 75 seleções se inscreveram para disputar as eliminatórias da copa. Foram rejeitadas as inscrições de: Albânia, Cuba, Guiné e Zaire (hoje Congo). Como Inglaterra e México já tinham suas vagas asseguradas e a Coréia do Norte se recusou a jogar contra Israel, abandonando as eliminatórias da Ásia, restaram 68 seleções para disputar as 14 vagas que sobraram;
- Desta vez a Europa teria uma vaga a menos (8) em relação a última copa, a FIFA não queria ter mais uma vez suas eliminatórias esvaziadas, então concedeu uma vaga para a África e uma também para a zona da Ásia e Oceania. A América do Sul ficaria com 3 vagas e a CONCACAF com uma;
- A França ficou no grupo 5 (UEFA), junto com Suécia e Noruega, que, presumivelmente, seria o alivio cômico do grupo. No primeiro jogo do grupo, a Suécia fez 5x0 na Noruega para a surpresa de zero pessoas. Como era de se esperar, a disputa seria entre França e Suécia, portanto os confrontos entre os dois seriam os últimos da chave. Algo comum na época. Porém, as coisas não saíram como o planejado e, mesmo jogando em casa, os franceses conseguiram a façanha de perder para a Noruega por 1 a 0. Na terceira e última vez que os noruegueses foram ao ataque, aos 18 do 2º tempo. O primeiro jogo entre Suécia e França, em Estocolmo, seria decisivo: se a Suécia vencesse, os franceses estariam fora da copa. E a Suécia não desperdiçou a chance, fez 2x0 e despachou a França;
- George Best é muitas vezes considerado o melhor jogador Britânico de todos os tempos. Jogava no Manchester United e foi campeão europeu de clubes em 1968. Norte Irlandês, não teve muita sorte com sua seleção. Nestas eliminatórias, sua seleção foi eliminada pela URSS após ter empatado em casa e perdido em Moscou, em jogo que Best não participou por estar contundido. Best faleceu em 25 de novembro de 2005, aos 59 anos, quando cerca de 100 mil norte irlandeses saíram às ruas de Belfast para acompanhar o cortejo de seu sepultamento.
- Tchecoslováquia e Hungria decidiram a vaga em um jogo extra, já que empataram em pontos no seu grupo. O empate classificaria os húngaros, que tinham melhor saldo. O jogo, na França, foi 4x1 para os tchecos que fizeram com a Hungria, pela primeira vez, fosse eliminada da copa nas eliminatórias;
- A Argentina começou muito mal as eliminatórias, perdendo os dois primeiros jogos, primeiro para a Bolívia, na altitude de La Paz, e depois para o Peru, ambas fora de casa. Poderia ter sido eliminada antes mesmo de jogar em casa, caso a Bolívia, que já havia vencido o Peru no primeiro jogo, saísse vitoriosa também no segundo, em Lima, mas o Peru venceu por 3x0. Então a Argentina deveria vencer os dois jogos, em casa, para forçar um empate triplo. 1X0 contra a Bolívia, no primeiro jogo, de pênalti (polêmico), mostravam que as coisas não estavam indo bem. A HECATOMBE ocorreu uma semana depois, em La Bombonera, com gente saindo pelo ladrão, com tudo que tinha direito a seleção argentina enfrentaria o Peru. Era obrigatório a vitória. O Peru não só conseguiu segurar os argentinos, como quase venceu, o gol de empate portenho só aconteceu aos 45 do segundo tempo, na verdade, uma goleada peruana poderia ter sido mais condizente com o que foi o jogo. A Argentina ainda colocou uma bola na rede nos acréscimos, que foi anulado pelo juiz e, talvez, fosse legal, mas àquela altura quando já havia expulsado um jogador Peruano, parecia que a lei da compensação havia prevalecido. Um doce 2x2 para os peruanos treinados pelo brasileiro Didi. Esta foi a única vez que a Argentina não jogou a copa por cair nas eliminatórias; Lances do jogo. Reportagem sobre o jogo.
- Já o Brasil passeou nas eliminatórias com 6 vitórias, sendo 4 goleadas, em um grupo com Paraguai, Colômbia e Venezuela. O Brasil fez 23 gols e sofreu 2, Tostão fez 10 e Pelé 6. O último jogo, no Maracanã, contra o Paraguai , bateu o recorde oficial de público pagante: 183.341. Em 1950, provavelmente houve o maior público total, com mais de 200 mil pessoas, mas foram 173 mil pagantes. Alguns gols do Brasil nas Eliminatórias.
- Uruguai, por sua vez, usou da malandragem para se classificar. Como os clubes não eram obrigados a liberar jogadores para as seleções, os clubes uruguaios se recusarem a liberar importantes jogadores dos seus rivais, Equador e Chile;
- Chegamos ao evento que ficou conhecido como: A GUERRA DO FUTEBOL. No Final de 1968, a situação política em Honduras não andava nada boa. O Presidente Oswaldo López Arellano, enfrentava seguidas greves e manifestações causadas pela má situação econômica do país e pelo alto desemprego. Os motivos eram muitos, mas Arellano resolveu atacar a imigração salvadorenha. Como havia gente sobrando em El Salvador (3,3 milhões) e terras sobrando em Honduras (5X maior e 2 milhões de pessoas), mais de 300 mil salvadorenhos cruzaram a fronteira a partir de 1960 e se estabeleceram em solo hondurenho. Em junho de 1969, o presidente Arellano decide expulsar os invasores, medida que provocou o deslocamento de tropas militares de ambos os países para suas fronteiras. Enquanto as tropas se deslocavam, as Eliminatórias se desenrolavam. Em 8 de junho, Honduras recebeu El Salvador os hondurenhos foram manifestar seu amor à seleção e seu desapreço aos salvadorenhos. Venceram por 1x0, aos 44 do 2º tempo. O jogo da volta aconteceu uma semana depois, debaixo de muita água, El Salvador venceu por 3x0. Um dia depois, o presidente de Honduras, Arellano, determinou que todos os Salvadorenhos deixassem o país, “nem que seja por fuzis”. O exército Salvadorenho, maior (21 mil homens contra 13 mil de Honduras) e mais bem equipado, sob o pretexto de proteger seus cidadãos, invade Honduras. Quando as equipes foram realizar o jogo desempate, no dia 26 de junho, a guerra já havia acabado (durou apenas 100 horas). Esse jogo, ao contrário do que se pensaria, foi tranquilo e até emocionante. El Salvador ficou duas vezes a frente do marcador, Honduras empatou me ambas. Na prorrogação, Pipo Rodriguez fez o gol que classificou El Salvador para a próxima fase (Sim! Teria mais uma ainda). Finda a partida, os 22 exaustos jogadores se abraçaram, demonstrando a inutilidade da guerra, que teve o saldo de 2 mil mortos. El Salvador conseguiu se classificar para a copa depois de bater o Haiti na prorrogação do jogo desempate, também.
Um pouco além das Eliminatórias:
- Pelé era o jogador mais bem pago do mundo, com salário mensal de 50 mil cruzeiros (11 mil dólares). Alguns outros jogadores brasileiros, como Gérson, Rivelino e Tostão, ganhavam metade disso, mas mesmo assim seus rendimentos totais eram equivalentes aos das estrelas do futebol europeu.
- O Brasil é, até hoje, a única seleção a vencer todos os jogos desde as eliminatórias até a final da copa do mundo.
- Durante o sorteio dos grupos da copa, o Comitê decidiu que o Brasil não participaria do sorteio (foi o único país, na história das Copas, a não ser nem indicado para cabeça-de-chave, nem sorteado para um grupo). Os dois cabeças-de-chave pré-designados foram o México no Grupo 1 e a Inglaterra no Grupo 3. O Brasil, por sua tradição, seria o cabeça-de-chave do Grupo 2. O México não aceitou, pois nas Quartas de Final haveria o cruzamento dos Grupos 1 e 2, com o consequente risco de um confronto prematuro entre México e Brasil. Logo, o Brasil teria que encabeçar o Grupo 4, mas aí o Comitê Organizador não achou uma boa ideia – o Brasil era a maior atração da Copa depois do México e o Estádio de León só comportava vinte mil pessoas. Como o outro Grupo que não cruzaria com o México nas Quartas seria o 3 (o da Inglaterra), o Comitê decidiu que o Brasil seria incluído nele.
- Em 2007, a seleção brasileira que venceu a Copa do Mundo de 1970 foi eleita a melhor de todos os tempos em uma pesquisa global com especialistas realizada pela revista World Soccer. Aliás, todas as vezes que ganhamos a copa, enfrentamos eles (e nunca perdemos), a única vez que não enfrentamos os Ingleses e vencemos a copa foi em 1994, já que eles não se classificaram, porém enfrentamos seus “filhos”, os EUA;
Fontes:
A grande história dos mundiais 1962, 1966, 1970, do MAX GHERINGER (2018).
https://trivela.com.bcopa-copa-historia-completa-da-repescagem-intercontinental-nas-eliminatorias/
GEHRINGER, Max. Revista A Saga da Jules Rimet. A História das Copas de 1930 a 1970. Editora Abril, 2006.
https://www.fifa.com/worldcup/archive/england1966/
https://trivela.com.bos-50-anos-do-maior-publico-oficial-da-selecao-os-170-mil-contra-o-paraguai-em-1969/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Eliminat%C3%B3rias_da_Copa_do_Mundo_FIFA_de_1970
https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_do_Futebol
https://oglobo.globo.com/esportes/selecao-brasileira-de-1970-a-melhor-de-todos-os-tempos-4176567
submitted by jeduardooliveira to futebol [link] [comments]


2019.12.24 15:04 MinistroPauloCats O Bolero Venceu o Comunismo

Ironicamente, enquanto o Vietnã do Norte venceu a guerra, é a música "amarela" do Sul, proibida pelos comunistas, que os vietnamitas adoram.

Nos últimos anos, desfrutar canções de bolero escritas antes de 1975 de alguma forma se tornou moda no Vietnã. Um número crescente de jovens ouvintes recorre a esse gênero de música em ritmo lento como uma liberação emocional. Muitos cantores novos escolhem o bolero para iniciar suas carreiras. Alguns cantores cujos nomes são conhecidos por outros gêneros musicais começaram a cantar bolero para agradar seus fãs.

Esta não é apenas uma moda. Faz parte de uma história não contada de 60 anos.

A música moderna do Vietnã nasceu nos anos 1930 e cresceu rapidamente como uma mistura de elementos ocidentais e música tradicional. Teria sido uma jornada deliciosa sem o ponto de virada: a guerra de 9 anos contra a França, que eclodiu em 1946.

O governo do Vietnã, com sua típica postura dos países comunistas de drasticamente moldar uma cultura da classe trabalhadora, começou a mostrar seu ódio pela poesia e música românticas e emocionais. Sentindo-se oprimidos, alguns artistas que costumavam favorecer o Viet-Minh decidiram deixar a zona de guerra e retornaram às cidades, entre as quais Pham Duy e Thai Thanh, o maior compositor e diva vietnamita do século XX.

O ódio piorou depois que a guerra com a França terminou em 1954. Os Acordos de Genebra resultaram na primeira migração em massa de cerca de um milhão de pessoas do norte para o sul, na qual houve verdadeiros talentos que mais tarde se tornaram famosos. Entre os compositores românticos que ficaram em Hanói estava Van Cao, autor de muitas baladas famosas antes da guerra e, especialmente, autor do hino da República Democrática do Vietnã. Ele praticamente deixou de compor desde então.

Durante a próxima guerra - a Guerra do Vietnã - o gênero oficial de música permitido por Hanói foi a música revolucionária ou vermelha. O conteúdo dessa música era para homenagear líderes, o partido comunista e apoiar a produção na retaguarda e a guerra no front. O ritmo era geralmente rápido, e a melodia era veemente. Algumas músicas eram emotivas, mas em geral não eram incentivadas.

Não havia indústria de entretenimento ou música no norte, pois os cantores trabalhavam para unidades administradas pelo estado, civis ou militares, e eram pagos como funcionários públicos. A gravação e transmissão eram monopólio estatal, principalmente através da rádio Voice of Vietnam. O lançamento de música para fins comerciais ficou para a imaginação.

Abaixo do paralelo 17, ao contrário, a música ganhou outra vida. Desde o final da década de 1950, as músicas eram escritas principalmente usando os ritmos bolero, rumba e habanera. Em combinação com a música tradicional do sul, nasceu um gênero de música peculiar ao Vietnã - lento e triste. Com letras simples, mas poéticas e significativas, as músicas diziam muito sobre a vida: família, país, tristeza, felicidade, mas mais significativamente: guerra e amor.

Notavelmente, canções anti-guerra também foram aceitas, elas coexistiram com as canções em homenagem aos soldados da República do Vietnã. No entanto, não havia tais canções no norte para homenagear o presidente ou seu partido.

Além disso, a indústria da música cresceu no sul com muitas gravadoras e palcos musicais que, em duas décadas, introduziram no mercado centenas de cantores, muitos dos quais se tornaram lendas do bolero: Thanh Thuy, Hoang Oanh, Phuong Dung, Thanh Tuyen, e Che Linh. Esses cantores são famosos desde o início dos anos 1960 e ainda estão cantando.

Não está claro a partir de que ponto a música do Vietnã do Sul começou a ser chamada de música amarela. O motivo pode ter origem na bandeira nacional amarela da República do Vietnã, em oposição à vermelha adotada pela República Democrática do Vietnã.

Durante a guerra, era compreensível que a música amarela não fosse permitida no norte. Mas depois de 1975, quando o Sul foi derrotado e o Vietnã unificado, ela ainda não era permitida, pois era considerada um vestígio da antiga sociedade. Houve campanhas de propaganda para desencorajar o público de ouvir música amarela. No auge da repressão, os flagrados ouvindo música amarela eram punidos, e suas cassetes, discos e pautas de música confiscadas.

Apesar desse controle, a música amarela, cujo principal componente era o bolero, ainda era secretamente cantada por cantores do sul que não deixaram o Vietnã (ou não tiveram a chance de fugir) e pelos próprios ouvintes. A indústria da música foi morta, mas a música continuou viva.

Após a queda de Saigon e até meados da década de 90, ocorreu a segunda migração em massa do povo vietnamita. Os refugiados, conhecidos como povo dos botes, tentaram fugir do Vietnã em busca de liberdade. A música amarela os acompanhava a muitos cantos do mundo, especialmente aos Estados Unidos, a segunda terra dos vietnamitas anticomunistas. A música amarela continuou a ser cantada por cantores anteriores a 1975 e passou para as próximas gerações. As pessoas sobreviveram e a música também.

No Vietnã, depois de 1986, o controle do estado sobre a cultura em geral e a música em particular foi diminuído. A música amarela não era oficialmente permitida, mas não era mais banida. Na década de 1990, quando mais músicas de amor foram autorizadas a serem cantadas e compostas novamente, algumas músicas amarelas neutras também foram aceitas. Às vezes, os nomes dos compositores foram alterados, mas a música permaneceu.

Mesmo antes do amplo uso da Internet, embora proibido, os produtos musicais dos refugiados vietnamitas, como as séries Paris By Night e Ásia, encontraram seu caminho de volta para casa sob o novo nome: música do além-mar. Curiosamente, o governo se desviou de um controle rigoroso para um tipo de subsídio de fato. Mas a maior parte do legado musical do Vietnã do Sul, mesmo nos dias de hoje, permanece em silêncio e no escuro: as músicas são revisadas lentamente e aceitas uma a uma, a pedido de um comitê estadual de artes.

Nos últimos anos, a mudança tem sido dramática, pois muitos cantores estrangeiros recebem permissão para retornar e se apresentar no Vietnã. Cantores nacionais mais jovens começaram a recorrer ao bolero e o público se tornou mais jovem e não limitado a uma determinada classe. Cantar e ouvir música pré-1975 parece ter se tornado moda no Vietnã.

Além de poderem se apresentar, também existem reality shows chamados Solo com Bolero e Bolero Idol - competições em busca de talentos nesse gênero musical, uma vez banido. A maioria dos juízes convidados para Solo com Bolero são cantores estrangeiros, alguns dos quais costumavam ser banidos.

Ainda existem algumas restrições. O termo "música amarela" não é oficialmente usado na mídia. É intencionalmente chamado de música country, música antiga - e mais frequentemente bolero (muitas das músicas amarelas mais populares não são, de fato, bolero). Alguns cantores anteriores a 1975 conseguem obter licenças para organizar shows ao vivo em qualquer lugar, exceto a cidade de Ho Chi Minh, anteriormente Saigon.

Além do renascimento da música amarela, muitas vezes há queixas sobre a música contemporânea no Vietnã. "Lixo" e "sem sentido" são as palavras usadas para descrevê-lo. Voltando ao passado, neste contexto, existe a opção preferível. Ironicamente, é o passado do Vietnã do Sul que o público vietnamita está abraçando. A música revolucionária vermelha não é mais preferida pelos jovens ouvintes e é tocada principalmente em eventos oficiais.

Muitas pessoas atribuem o renascimento da música amarela ao fato de que ela exibe melhor as características culturais do país e está mais próxima da música tradicional. Ele fala com a alma e o coração dos indivíduos comuns, diferindo em muitos aspectos dos temas políticos da música vermelha.
Assim, enquanto o Norte pode ter vencido a guerra, a música e a cultura do Sul continuam vivas. Mais do que apenas sobreviver, ela prospera.

Dinh Duy é colunista freelancer e doutorando em Milão, Itália

https://thediplomat.com/2016/10/the-revival-of-bolero-in-vietnam/
submitted by MinistroPauloCats to brasil [link] [comments]


2019.12.24 09:19 MinistroPauloCats O Bolero Venceu o Comunismo

Ironicamente, enquanto o Vietnã do Norte venceu a guerra, é a música "amarela" do Sul, proibida pelos comunistas, que os vietnamitas adoram.

Nos últimos anos, desfrutar canções de bolero escritas antes de 1975 de alguma forma se tornou moda no Vietnã. Um número crescente de jovens ouvintes recorre a esse gênero de música em ritmo lento como uma liberação emocional. Muitos cantores novos escolhem o bolero para iniciar suas carreiras. Alguns cantores cujos nomes são conhecidos por outros gêneros musicais começaram a cantar bolero para agradar seus fãs.

Esta não é apenas uma moda. Faz parte de uma história não contada de 60 anos.

A música moderna do Vietnã nasceu nos anos 1930 e cresceu rapidamente como uma mistura de elementos ocidentais e música tradicional. Teria sido uma jornada deliciosa sem o ponto de virada: a guerra de 9 anos contra a França, que eclodiu em 1946.

O governo do Vietnã, com sua típica postura dos países comunistas de drasticamente moldar uma cultura da classe trabalhadora, começou a mostrar seu ódio pela poesia e música românticas e emocionais. Sentindo-se oprimidos, alguns artistas que costumavam favorecer o Viet-Minh decidiram deixar a zona de guerra e retornaram às cidades, entre as quais Pham Duy e Thai Thanh, o maior compositor e diva vietnamita do século XX.

O ódio piorou depois que a guerra com a França terminou em 1954. Os Acordos de Genebra resultaram na primeira migração em massa de cerca de um milhão de pessoas do norte para o sul, na qual houve verdadeiros talentos que mais tarde se tornaram famosos. Entre os compositores românticos que ficaram em Hanói estava Van Cao, autor de muitas baladas famosas antes da guerra e, especialmente, autor do hino da República Democrática do Vietnã. Ele praticamente deixou de compor desde então.

Durante a próxima guerra - a Guerra do Vietnã - o gênero oficial de música permitido por Hanói foi a música revolucionária ou vermelha. O conteúdo dessa música era para homenagear líderes, o partido comunista e apoiar a produção na retaguarda e a guerra no front. O ritmo era geralmente rápido, e a melodia era veemente. Algumas músicas eram emotivas, mas em geral não eram incentivadas.

Não havia indústria de entretenimento ou música no norte, pois os cantores trabalhavam para unidades administradas pelo estado, civis ou militares, e eram pagos como funcionários públicos. A gravação e transmissão eram monopólio estatal, principalmente através da rádio Voice of Vietnam. O lançamento de música para fins comerciais ficou para a imaginação.

Abaixo do paralelo 17, ao contrário, a música ganhou outra vida. Desde o final da década de 1950, as músicas eram escritas principalmente usando os ritmos bolero, rumba e habanera. Em combinação com a música tradicional do sul, nasceu um gênero de música peculiar ao Vietnã - lento e triste. Com letras simples, mas poéticas e significativas, as músicas diziam muito sobre a vida: família, país, tristeza, felicidade, mas mais significativamente: guerra e amor.

Notavelmente, canções anti-guerra também foram aceitas, elas coexistiram com as canções em homenagem aos soldados da República do Vietnã. No entanto, não havia tais canções no norte para homenagear o presidente ou seu partido.

Além disso, a indústria da música cresceu no sul com muitas gravadoras e palcos musicais que, em duas décadas, introduziram no mercado centenas de cantores, muitos dos quais se tornaram lendas do bolero: Thanh Thuy, Hoang Oanh, Phuong Dung, Thanh Tuyen, e Che Linh. Esses cantores são famosos desde o início dos anos 1960 e ainda estão cantando.

Não está claro a partir de que ponto a música do Vietnã do Sul começou a ser chamada de música amarela. O motivo pode ter origem na bandeira nacional amarela da República do Vietnã, em oposição à vermelha adotada pela República Democrática do Vietnã.

Durante a guerra, era compreensível que a música amarela não fosse permitida no norte. Mas depois de 1975, quando o Sul foi derrotado e o Vietnã unificado, ela ainda não era permitida, pois era considerada um vestígio da antiga sociedade. Houve campanhas de propaganda para desencorajar o público de ouvir música amarela. No auge da repressão, os flagrados ouvindo música amarela eram punidos, e suas cassetes, discos e pautas de música confiscadas.

Apesar desse controle, a música amarela, cujo principal componente era o bolero, ainda era secretamente cantada por cantores do sul que não deixaram o Vietnã (ou não tiveram a chance de fugir) e pelos próprios ouvintes. A indústria da música foi morta, mas a música continuou viva.

Após a queda de Saigon e até meados da década de 90, ocorreu a segunda migração em massa do povo vietnamita. Os refugiados, conhecidos como povo dos botes, tentaram fugir do Vietnã em busca de liberdade. A música amarela os acompanhava a muitos cantos do mundo, especialmente aos Estados Unidos, a segunda terra dos vietnamitas anticomunistas. A música amarela continuou a ser cantada por cantores anteriores a 1975 e passou para as próximas gerações. As pessoas sobreviveram e a música também.

No Vietnã, depois de 1986, o controle do estado sobre a cultura em geral e a música em particular foi diminuído. A música amarela não era oficialmente permitida, mas não era mais banida. Na década de 1990, quando mais músicas de amor foram autorizadas a serem cantadas e compostas novamente, algumas músicas amarelas neutras também foram aceitas. Às vezes, os nomes dos compositores foram alterados, mas a música permaneceu.

Mesmo antes do amplo uso da Internet, embora proibido, os produtos musicais dos refugiados vietnamitas, como as séries Paris By Night e Ásia, encontraram seu caminho de volta para casa sob o novo nome: música do além-mar. Curiosamente, o governo se desviou de um controle rigoroso para um tipo de subsídio de fato. Mas a maior parte do legado musical do Vietnã do Sul, mesmo nos dias de hoje, permanece em silêncio e no escuro: as músicas são revisadas lentamente e aceitas uma a uma, a pedido de um comitê estadual de artes.

Nos últimos anos, a mudança tem sido dramática, pois muitos cantores estrangeiros recebem permissão para retornar e se apresentar no Vietnã. Cantores nacionais mais jovens começaram a recorrer ao bolero e o público se tornou mais jovem e não limitado a uma determinada classe. Cantar e ouvir música pré-1975 parece ter se tornado moda no Vietnã.

Além de poderem se apresentar, também existem reality shows chamados Solo com Bolero e Bolero Idol - competições em busca de talentos nesse gênero musical, uma vez banido. A maioria dos juízes convidados para Solo com Bolero são cantores estrangeiros, alguns dos quais costumavam ser banidos.

Ainda existem algumas restrições. O termo "música amarela" não é oficialmente usado na mídia. É intencionalmente chamado de música country, música antiga - e mais frequentemente bolero (muitas das músicas amarelas mais populares não são, de fato, bolero). Alguns cantores anteriores a 1975 conseguem obter licenças para organizar shows ao vivo em qualquer lugar, exceto a cidade de Ho Chi Minh, anteriormente Saigon.

Além do renascimento da música amarela, muitas vezes há queixas sobre a música contemporânea no Vietnã. "Lixo" e "sem sentido" são as palavras usadas para descrevê-lo. Voltando ao passado, neste contexto, existe a opção preferível. Ironicamente, é o passado do Vietnã do Sul que o público vietnamita está abraçando. A música revolucionária vermelha não é mais preferida pelos jovens ouvintes e é tocada principalmente em eventos oficiais.

Muitas pessoas atribuem o renascimento da música amarela ao fato de que ela exibe melhor as características culturais do país e está mais próxima da música tradicional. Ele fala com a alma e o coração dos indivíduos comuns, diferindo em muitos aspectos dos temas políticos da música vermelha.
Assim, enquanto o Norte pode ter vencido a guerra, a música e a cultura do Sul continuam vivas. Mais do que apenas sobreviver, ela prospera.

Dinh Duy é colunista freelancer e doutorando em Milão, Itália

https://thediplomat.com/2016/10/the-revival-of-bolero-in-vietnam/
submitted by MinistroPauloCats to brasilivre [link] [comments]


2017.01.15 13:37 Dadimel_Presentes CAMPANHA "LENDO DE CARREIRINHA O NOVO TESTAMENTO". Lendo o Novo Testamento Em Sequencia Todo Dia.

Um abençoado domingo pra todos nós! Ontem iniciamos nossas reflexões no Apocalipse, iniciando hoje algumas reflexões nas 7 cartas escritas a diferentes igrejas da época de João e selecionadas para comporem o livro. Leia com atenção a introdução e a reflexão abaixo e dentro de suas proporções, procure sempre analisar onde você se encaixaria em cada conselho moral deixado.
15/01 - REFLEXÃO DE HOJE PARA INCENTIVO DE LEITURA NO LIVRO DAS REVELAÇÕES: ”Ao anjo da igreja em Éfeso escreva: Estas são as palavras daquele que tem as sete estrelas em sua mão direita e anda entre os sete candelabros de ouro. Conheço as suas obras, o seu trabalho árduo e a sua perseverança. Sei que você não pode tolerar homens maus, que pôs à prova os que dizem ser apóstolos mas não são, e descobriu que eles eram impostores. Você tem perseverado e suportado sofrimentos por causa do meu nome, e não tem desfalecido. Contra você, porém, tenho isto: você abandonou o seu primeiro amor.”(Apocalipse 2.1-4).
7 Cartas foram escritas por João a 7 igrejas da Ásia Menor (atual Turquia)selecionadas pelo próprio Jesus Cristo. Ao mesmo tempo que cada uma delas existia e possuía seu próprio pastor, cada uma delas também representa em ordem cronológica, um dos 7 períodos históricos da igreja cristã, desde os tempos da igreja primitiva até os dias atuais. Além disso, ao mesmo tempo também, cada uma delas representa 7 diferentes estados de espírito e situações, em que uma igreja cristã individual pode se encontrar, seja em comunidade, seja na individualidade. Tenha isso em mente, ao ler em sequência as 7 Cartas do Apocalipse. Pois bem:
Cristo elogiou a igreja de Éfeso por trabalhar duro, suportar com paciência, não tolerar pessoas más, examinar de modo crítico as afirmações de falsos apóstolos e sofrer sem desistir.
Todas as igrejas devem ter essas características. Mas esses bons esforços devem nascer do nosso amor por Jesus Cristo. O Mestre e João enfatizaram o amor ao próximo como uma prova autêntica das boas novas. João deixou isso claro em Jo 13.34 e 1ª Jo 3.18,19. Paulo também já havia elogiado décadas antes, a igreja de Éfeso por seu amor a Deus e ao próximo, conforme Ef 1.15. Mas muitos dos fundadores da igreja morreram, e muitos crentes da geração seguinte perderam o zelo por Deus. Dessa forma, Éfeso tornou-se uma igreja ocupada: os membros trabalhavam muito para edificar a igreja e a comunidade, mas estavam agindo pelos motivos errados.
Na batalha para manter a sã doutrina e a pureza moral e doutrinária, é possível perder-se o espírito amoroso. O conflito prolongado pode enfraquecer ou destruir nossa paciência e afeição. Ao defender a fé, a luta pela verdade deve ser equilibrada pelo perdão com amor. O trabalho para Deus deve ser motivado pelo amor a Deus, ou não irá durar. Por isso, muitos líderes de ministérios hoje em dia, estão trabalhando duro pela edificação de seus próprios ministérios denominacionais, como se fosse um trabalho a ser feito e não com amor caridoso visando o crescimento do Reino de Deus.
(Adaptado da Bíblia de Estudo Leitura Diária)

NovoTestamento #Biblia #JesusCristo #EvangelhodeCristo #SemBarganhasComDeus #CristoOCentroDaVerdade #Cristianismo

submitted by Dadimel_Presentes to Cristianismo [link] [comments]


7 versículos sobre el amor de Dios que tocarán tu corazón ...